Responsabilidade social empresarial: os trade-offs entre o lucro, a legalidade, a ética e a discricionariedade.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6510 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Responsabilidade Social Empresarial: os trade-offs entre o lucro, a legalidade, a ética e a discricionariedade.
Klednaldo Santos de Morais

RESUMO
O principal objetivo dessa pesquisa é analisar, de forma sucinta, o conjunto de trade-offs enfrentados pelos proprietários e gestores de organizações em relação às quatro grandes dimensões que influenciam a Responsabilidade Social Empresarial – aeconômica, a legal, a ética e a filantrópica. Para tanto, foram utilizados como meios de pesquisa, inicialmente, uma pesquisa bibliográfica e, num segundo momento, uma pesquisa documental que incluiu relatórios sociais de algumas empresas que atuam em setores sujeitos à externalidades negativas – armas, bebidas alcoólicas e tabaco; com o objetivo de averiguar como esse conjunto de organizaçõespercebe e pratica a RSE. Conclui-se que as ações sociais dessas empresas ainda são tímidas frente aos grandes contrastes sociais do país.
Palavras-chave
Responsabilidade Social Empresarial – Tomada de Decisão – Investimento Social.

ABSTRACT
The main goal of this research is to analyze, succinctly, the set of trade-offs faced by owners and managers of organizations in relation to four majordimensions that influence Corporate Social Responsibility – the economic, legal, ethics and philanthropy. For both, was held a bibliographic search on the topic, and a documentary research about some companies that operate in sectors subject to negative externalities – weapons, alcoholic beverages and tobacco; in order to ascertain how this set of organizations realize and practice CSR. I haveconcluded that the social actions of these companies still are shy in front of the large social contrasts in the country.

Keywords:
Corporate Social Responsibility – decision-making – Social Investment

INTRODUÇÃO

A cada ano aumenta o número de organizações que atuam em diversos setores e que procuram realizar investimentos sociais. Dentre elas, inclusive, organizações de setores que sãoinfluenciados por externalidades negativas, e que são considerados, por muitos, como nefastos para a sociedade, tais como as organizações que atuam nas indústrias de bebidas alcoólicas, cigarros e armas (MILANI E FILHO, 2008).

[...] benefícios externos são benefícios que indivíduos ou firmas conferem a outros sem receber compensação. Benefícios e custos externos são conhecidos como externalidades. Oscustos externos são chamados externalidades negativas e os benefícios externos são chamados externalidades positivas. As externalidades podem levar a decisões individuais que não são ótimas para sociedade em seu conjunto (KRUGMAN, 2007, p. 398).

O principal objetivo desse artigo é investigar os principais trade-offs, ou seja, as “comparações entre custos e benefícios” segundo Krugman (2007,p.7), que são enfrentados pelos proprietários e gestores de organizações, em relação à discricionariedade, à ética, à legalidade e o lucro, na tomada de decisões estratégicas relacionadas com a responsabilidade social empresarial (RSE). Com foco nos trade-offs que influenciam as organizações sujeitas a externalidades negativas, e que normalmente estão relacionados com a efetivação, ou não, deinvestimentos sociais.
Para tanto, foram consideradas diversas questões, dentre elas: Os proprietários e gestores contemporâneos têm demonstrado comprometimento efetivo com a responsabilidade social empresarial? Esse comprometimento tem sido suficiente, ao ponto, de chegar a promover intencionalmente, em muitos casos, a redução da lucratividade das organizações, em detrimento de menor impacto ambientalou do abandono de práticas econômicas predatórias? As decisões em relação à responsabilidade social empresarial no Brasil são vistas pelos responsáveis pelas tomadas de decisões organizacionais, como meio de compensar, por meio de investimentos sociais, os danos ambientais, sociais, etc., causados por suas respectivas organizações, ou simplesmente, como mais uma ferramenta de marketing e...
tracking img