Residuos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1929 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Introdução
Com o aumento populacional no mundo, há uma constante pressão degradadora sobre os recursos naturais, seja em busca de matéria-prima para fabricação de produtos manufaturados ou industriais, ou em busca de espaço físico para prover moradia (conjuntos habitacionais, condomínios, entre outros) e toda a infra-estrutura necessária para habitá-la dignamente (vias de acesso, alternativaspara se dispor de água e suprimir de maneira adequada os resíduos sólidos e líquidos, dentre outros) ou ainda substituindo áreas de vegetação natural por terras cultiváveis.
Todos esses processos de intervenção do Homem no Meio Ambiente não são desempenhados de maneira que não gerem resíduos, ou seja, todos geram sobras, restos, e como a quantidade de processos interventores é expressiva, aquantidade e o volume
gerado desses resíduos é algo imponente, sendo a destinação final dos mesmos, uma das maiores preocupações mundiais atualmente.
Dentre todos os tipos de resíduos, os resíduos sólidos (RS) merecem destaque, uma vez que representam uma substancial parcela dentre todos os resíduos gerados, e quando mal gerenciados, tornam-se um problema sanitário, ambiental e social. O conhecimentodas fontes e dos tipos de resíduos sólidos, através de dados da sua composição e da sua taxa de geração, é o instrumento básico para o gerenciamento dos mesmos (KGATHI e BOLAANE, 2001).
Entretanto, a composição e a taxa de geração dos resíduos sólidos é função de uma série de variáveis, dentre elas, a condição sócio-econômica da população, o grau de industrialização da região, a sua localizaçãogeográfica, as fontes de energia e o clima.
Geralmente, quanto maior o poder econômico e maior a porcentagem urbana da população, maior a quantidade de resíduos sólidos produzidos e quanto menor a renda da população, maior o percentual de matéria orgânica na composição dos resíduos (HOORNWEG, 2000).
Exemplificando, países considerados emergentes, como o Brasil, Turquia e Botsuana, que possuemuma renda per capita da ordem de US$4.630, US$3.160 e US$3.260 WORLD BANK, 2000), respectivamente, produzem 57,4% (ABRELPE, 2006), 69% METIN et al., 2003) e 93% (KGATHI e BALAANE, 2001) de matéria orgânica em seus resíduos sólidos, respectivamente, enquanto que países tidos como desenvolvidos, como Estados Unidos e Japão, possuindo uma renda per capita da ordem de US$29.240 e US$32.350 (WORLD BANK,2000), respectivamente, produzem 23,8% (EPA, 2003) e 42,3% (SAKAI et al., 1996) de matéria orgânica em seus resíduos, respectivamente.
Parece que o tipo de tratamento e disposição final dado aos resíduos sólidos também é função das variáveis acima citadas, uma vez que no Brasil, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2000 (IBGE, 2002), dos 5.507 municípios brasileiros pesquisadosna época, 95,8% utilizam os aterros e lixões como forma de tratamento e disposição final, enquanto que os Estados Unidos e Alemanha dispõem 55,4% (EPA, 2003) e 45% (SAKAI et al., 1996), respectivamente, dos seus resíduos em aterros sanitários.
Já outros países, como Holanda, Japão e Cingapura utilizam a incineração como método preferencial de tratamento de seus resíduos, dispondo nos aterrossomente as cinzas originadas no processo. Essa opção de tratamento custa de 6 a 7 vezes mais que o uso dos aterros sanitários, em função da complexidade do sistema e do custo de tratamento dos gases gerados, entretanto reduz o volume de lixo em até 90% (BAI e SUTANTO, 2002), prolongando assim a utilização dos aterros por mais tempo. A prática de disposição dos resíduos sólidos a céu aberto, semnenhum controle, é realizada principalmente em países em desenvolvimento, tais como Quênia, Índia, Brasil, México e Botsuana, que dispõem 100% (HENRY et al., 2006), 90% (SHARHOLY et al., 2007), 63,6% (IBGE, 2002), 44,1% (BUENROSTRO e BOCCO,2003) e 38% (KGATHI e BALAANE, 2001), respectivamente, dos seus resíduos em lixões. Tal prática pode acarretar na contaminação do ar, do solo e da água superficial...
tracking img