Resenho horror economico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (672 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA

O livro aborda um temo muito atual no qual já se viveu no passado e até hoje se faz realidade se opondo a uma sociedade que tenta reviver um modelo entre empregador e empregado que hámuito tempo, não mais parece com a realidade social instalada. Um mundo real, que teimamos em não reconhecer como sempre e que certas políticas artificiais pretendem perpetuar. Um mundo onde osassalariados perdem suas vidas para trabalhar tendo em vista a relação de empregado e trabalhador em que o capitalismo domina as pessoas que pensam que sacrificando sua vida em prol do trabalho poderão um diachegar no lugar de seus patrões. O mundo atual, das multinacionais, do liberalismo absoluto, da globalização, o "trabalho", concebido como o conjunto de emprego da massa assalariada é um parasita semutilidade. A mudança se dá na mesma natureza do capital: que já não é aquele que expunha as garantias do capitalismo de ordem imobiliária, que já não é aquele em que o conjunto dos homens eraindispensável para produzir lucro. No atual modelo econômico que se instala no mundo, da automação, das tecnologias revolucionárias, o trabalhador é supérfluo e está condenado a passar da exclusão social àeliminação total.
Quanto ao desemprego, fala-se dele por toda parte, no entretanto fica apenas no termo. A respeito dele, são feitas numerosas promessas, quase sempre falaciosas que deixam de terquantidades mínimas de empregos. Milhões de pessoas lutam contra o desemprego, sozinhas ou em famílias, para não deteriorar-se, nem demais nem muito depressa. Sem contar inúmeros empregados na periferiavivendo com o temor e o risco de cair nesse mesmo estado, mas não é o desemprego em si que os deixam com medo, mas o sofrimento que ele gera e que para muitos. Um desempregado, hoje, não é mais objetode uma marginalização provisória e sim objeto de uma lógica planetária que supõe a supressão daquilo que se chama trabalho ou melhor dizendo emprego.
As fábricas podem mudar de país com igual...
tracking img