Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (661 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O racismo no Brasil é uma atitude. Apresenta-se, no linguajar, nos gestos,na política,na religião e no modo de pensar do brasileiro.
A tentativa de omitir o racismo baseada no argumento de que somosum pouco miscigenados e, portanto, vivemos em uma democracia racial, é mais uma forma de racismo que pretende excluir a diferença racial, excluindo o negro enquanto etnia.
Como principal objetivodiscutir algumas questões sobre o racismo à brasileira utilizou reportagens como objeto de estudos analisando com os temas raça.
Por racismo entendemos a aplicação de decisões políticas em função deraça com o propósito de subordinar um grupo racial e manter o controle sobre este grupo. Prevalece um sentimento de grupo associado a uma posição superior: os brancos são melhores que os negros e,portanto os negros devem ser subordinados aos brancos. Esta è uma atitude racista e ela impregnam a sociedade a nível individual e institucional camuflada e abertamente.
Gilberto Freyre enfatizou ascaracterísticas da colonização portuguesa da sociedade agrária da escravidão da mistura de raça que compôs o Brasil. Elaborou uma linha de pensamento que diferencia raça e cultura, separa herança culturalde herança étnica, procurou demonstrar que o Brasil não foi formado a partir de uma justaposição de cultura e raça, mas de um processo de fusão cultural e desenvolvimento de uma nova civilização.Sistematizado na obra Casa Grande & Senzala de Gilberto Freyre, o conceito de democracia racial coloca a escravidão para fora da simples ótica da dominação. A condição de escravo, nessa obra èhistoricamente articulada com relatos e dados onde os escravos vivem em situações diferentes do trabalho compulsórias nas casas e lavouras. De fato muitos dos escravos viveram situações em que desfrutaram decerto conforto material ou ocupavam posições de confiança e prestigio.
Gilberto Freyre demonstra que a democracia racial no Brasil não passa de um mito.
Marco Aurélio Weissheimer contra-diz em...
tracking img