Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (299 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do capítulo 3 do livro: "História da educação e da pedagogia" (Págs. 67 a 81)
Desde os tempos heróicos até o helenismo a educação grega sofreu muitas alterações, uma delasfoi a troca de prioridades já que dava-se mais ênfase aos assuntos ligados à literatura o que revolucionava a educação da época que era prioritariamente física e esportiva. Outro aspectoimportante a se observar é que os gregos desvalorizavam a formação profissional e o trabalho manual, pois faziam parte de uma sociedade escravocrata, ou seja, o acesso a educaçãotanto física como intelectual eram privilégio das classes mais evoluídas. Vemos também que a Grécia foi a nascente das primeiras teorias educacionais. Isócrates exerceu importante atuaçãoe causou polêmica em relação à Sócrates, Platão e Aristóteles, esses três filósofos não influenciaram muito a educação de sua época, mas suas contribuições estão presentes na concepçãode natureza humana, cuja base é a racionalidade. Para Platão a educação é fundamental para desenvolver o ser humano que ele retrata na Alegoria da Caverna. Para Aristóteles a educaçãoé um processo de passagem da potência para o ato. A concepção essencialista durou um longo período, por fim, no mundo contemporâneo pressionado pela especialização renasce o ideal dapaideia, da educação integral. Vemos que as alterações no ideal de educação grega sofreu foarm muito importantes para a educação que temos hoje em dia, pois nós educadores e a grandemaioria da sociedade damos mais valor para o conhecimento moral e político. Teorias filosóficas como a de Platão de que o conhecimento é como a luz também são usadas até hoje , já queacreditamos que a educação é a base indispenável para a construção humana, ou seja, a concepção essencialista nasceu há muito tempo, mas não há nenhuma que anule a importância dela.

tracking img