Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1231 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE ANICUNS
Departamento de Administração
Disciplina: Gestão Estratégica de Serviços Públicos
Prof. Adm. Jairo Garcia

Acadêmica: Tereza Graciano Pinheiro

I - ALVES, Roberto Luiz. Políticas públicas integradas como tradução do direito à cidade. In NASCIMENTO, Rafael Anderson (coord.) et al. Cidades- Identificações e Gestão. São Paulo: Saraiva, 2009. 1º capítulo p. 13- 38.II- RESUMO:
1.1 Introdução
Tendo como epígrafe uma citação do ex-prefeito Celso Daniel, o autor inicia seu texto informado que aquele trabalho visa apresentar do ponto de vista da gestão participativa, chaves para interpretação dos planos estratégicos incidentes sobre a construção da equidade social, bem como sugerir o conceito de tradução aos atos de consciência histórico-cultural de gestorese cidadãos responsáveis pela construção de políticas integradas e solidárias, antídoto considerado eficaz diante da desigualdade social do país. O autor faz um estudo observando o posicionamento de três estudiosos no assunto: Jardi Borja, Sonia Fleury, Amália Mascias.

1.2 - Instrumentos de análise: Através da concepção, modos de organização e sentidos de funcionamentos das cidades.
_ParaBorja, os blocos de políticas para as cidades são entendidos como novas competências e funções do governo da cidade e diretamente conectados aos planos estratégicos.
_ Críticas a Borja: faz enumerações deslumbrantes que se murcha pelo não enfrentamento da cidade real.
Sônia Fleury_ obra: Políticas Sociais e democratização do poder local._ os processos educativos e gestão de assistência aos cidadãos são instrumentos de mudança na gestão pública e no seu aperfeiçoamento.
_ apresenta propostas de valorizar a constituição de políticas de sociais, a criação de novos mecanismos de informação e comunicação, a institucionalização de lideranças, reconstrução de identidades coletivas e coalizões eficazes para a estabilidade e acontinuidades da gestão pública, a adequação entre princípios e realidades vividas.
Amália Mascias_ obra: La tinobarômetro.
_ lista os modos de participação cidadã, destacando a ação direta, as campanhas de mobilização os conselhos as intervenções no tempo eleitoral, a construção de jurisprudência e as experiências localizadas em projetos comunitários.

1.3 - Referências para o planejamentoparticipativo:
_ Gestor traduz e se traduz:
a. O gestor de política de distribuição e equidade é um ser contingenciado
b. O gestor/gestora de politica para a cidade tende a absolutizar suas referencias na perda de interlocução e temporalidade.
c. O ser-gestor navega perigosamente, pelo mar discursivo, entre valores indispensáveis, armadilhas semânticas e travestimentos da modernidadeconservadora.
_ Integralizar-se no planejamento.
1- Premissas para a existência das politicas:
_ identificação e prática de uma política de distribuição e construção de equidade no espaço público, comunitário de do terceiro setor;
_ processo de construção de distribuição;
¬_ processo de localização, consecução, avaliação e reproposição de políticas.
2- Contexto de inserção da políticapública.
a. Considerar o patrimônio histórico-cultural da cidade como valor que supera as conhecidas práticas colonizadoras.
b. Considerar referências concretas de ordem econômico-financeira, precisão orçamentaria políticas gerais de ação nas várias instancias do governo, seus condicionantes e suas aberturas.
c. Considerar a ênfase do projeto de política, de que decorre a medida justa daimplementação, consecução e avaliação.
d. Considerar as ênfases transversais definidas pelos atores sociais da cidade, segundo o patrimônio cultural e natural.
3- Modo de ação:
_ Planejamento;
_ Implementação;
_ Avaliação
_ Reproposição.

4. Processo de significação do trabalho realizado:
a. Sentido de constituição de sujeitos sociais;
b. Sentidos de ampliação de articulação e...
tracking img