Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3945 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
José Lutzenberger foi ecólogo e ecologista. Depois de trabalhar para a indústria dos agroquímicos e agrotóxicos, deu-se conta do que estava fazendo com o ambiente, abandonou se trabalho e partiu para a defesa de meios não agressivos e sustentáveis para o desenvolvimento.
Esta resenha agrega as principais passagens do livro Do Jardim ao Poder de Lutzemberger em sua segunda edição revisada eampliada, publicada pela Série Pocket da LPM. A lucidez do velho ecologista é assombrosa e, neste livro, Lutz apresenta idéias de fácil implementação que somente a falta de vontade ou a burrice egoísta e gananciosa conseguem fazer com que não sejam rotina no nosso mundo.
 

José Lutzenberger foi ecólogo e ecologista. Depois de trabalhar para a indústria dos agroquímicos e agrotóxicos, deu-se contado que estava fazendo com o ambiente, abandonou se trabalho e partiu para a defesa de meios não agressivos e sustentáveis para o desenvolvimento.
Esta resenha agrega as principais passagens do livro Do Jardim ao Poder de Lutzemberger em sua segunda edição revisada e ampliada, publicada pela Série Pocket da LPM. A lucidez do velho ecologista é assombrosa e, neste livro, Lutz apresenta idéias defácil implementação que somente a falta de vontade ou a burrice egoísta e gananciosa conseguem fazer com que não sejam rotina no nosso mundo.
Primeiro brasileiro a conquistar o “Livelihood Award” da academia sueca que concede o “Nobel Alternativo”.
Excêntrico e libertário como sempre , Lutz morreu aos 75 anos , no mesmo bairro Bonfim em que nasceu. Foi restituído a terra no Rincão Gaia, no municípiode Pantano Grande , e sobre sua sepultura plantado o seu pedido, cresce um umbu, a árvore–símbolo do Rio Grande do Sul. Curioso saber disso porque, desde criança, sempre tive o desejo de ser enterrado (ou melhor, cremado e depois enterrado) embaixo de uma árvore, no meu caso, uma sequóia.
É importante perceber que várias idéias do ecologista afinam-se perfeitamente com os ideais libertáriosanarquistas, o que fica mais notável quando a ecologia se mistura com a política, mais para o final do livro.
 
Todos os trechos abaixo foram transcritos do livro de Lutzemberger e expressam a idéia original do autor e foram selecionados por mim por representarem intersecções afins com o meu próprio pensamento. Os negritos são meus.
 
Sobre Jardins e urbanização
 -------------------------------------------------
Precisamos nos certificar se nossa ação é sustentável, isto é, se não implica demolição dos suportes da Vida no planeta, e se está orientada para a justiça social, se não pisa muita gente. Eu não gostaria de ver a humanidade desaparecer, e dentro da humanidade eu gostaria de ver mais equilíbrio. Eu não posso considerar progresso aquilo que não prevê a manutenção da integridadeda Vida e o aumento da soma da felicidade humana.
Mesmo quando praticada em escala mínima , a jardinagem restabelece um certo elo entre o homem e a Natureza, abrindo-nos os olhos para seus mistérios.
Já não é necessário ser naturalista para ver que nossas cidades são monstruosas. Todos começamos a sentir que o que chamamos “progresso” é, na verdade, uma corrida grotesca que nos torna cada diamais neuróticos e desequilibrados.
Tivéssemos mais jardins, públicos e privados, seria mais amena e menos embrutecedora a vida nas cidades.
Até no balcão de uma janela pode-se cultivar um pedaço de natureza, e mesmo num pequeno aquário pode surgir um jardim submerso encantador. A Natureza oferece um sem-número de possibilidades. Quem sabe observá-la e tem imaginação nunca cansará de maravilhar-sediante dela. Sempre descobrirá coisas novas e surpreendentes. Aprenderá a deleitar-se com ela.
Em princípio, árvore alguma necessita de poda. Se necessitasse , todos os bosques naturalmente se acabariam sozinhos. Quanto mais livremente uma árvore consegue desenvolver-se, mais bela e sã ela será.
A poda só tem sentido em fruticultura ou viticultura, a finalidade desta poda é “educar” a árvore,...
tracking img