Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (764 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O capítulo III, “Algumas questões teóricas sobre a argumentação”, do livro Lições de Argumentação Jurídica da autora Néli Luiza Cavalieri Fetzner é composto por 17 páginas e 4 subtítulos. Por meio delinguagem acessível, a autora explana sobre a argumentação, passando por pontos importantes como o histórico, auditório, polifonia e intertextualidade.

Néli Luiza Cavalieri Fetzner é mestre emeducação pela Universidade Estácio de Sá. Pós graduada em Psicopedagogia da educação pela Universidade Estácio de Sá. Pós graduada em língua portuguesa pela Faculdade Niteroiense de Educação, Letras eTurismo. Graduada em Letras pela Universidade Gama Filho. Atualmente é professora e coordenadora de área da Universidade Estácio de Sá. Professora de didática e metodologia da pesquisa, co-orientadorade monografia jurídica e Coordenadora de área: didática e metodologia na Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Teoria da ArgumentaçãoJurídica e em Redação Forense. Na área de educação, com ênfase em Aprendizagem Significativa e Metodologia do Caso Concreto.

No primeiro subtítulo “A Argumentação e a Retórica Clássica” é feito umbreve histórico da argumentação. A autora faz a oposição entre o raciocínio dialético e o analítico e afirma que é em função de um auditório que qualquer argumento se desenvolve, por isso faz-se tãonecessária a aproximação do locutor com a arte do bem falar. Ainda no mesmo tópico, é explanada a diferença entre a retórica antiga, que valoriza a argumentação oral, e a nova, que enfatiza os textosescritos. O texto faz referência a Charaudeau (1992) que em sua Grammaire dus Sens et de l’Expression afirma que a argumentação busca duas coisas: uma racionalidade que tende a um ideal de verdade e umainfluência que tende a um ideal de persuasão. Enquanto a primeira dirige-se à verossimilhança, a segunda mostra-se ambígua, pois a persuasão pode acontecer por motivos outros que não o raciocínio,...
tracking img