Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 44 (10761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA
DO
LIVRO



DADOS BIBLIOGRÁFICOS
Livro: Náufragos, Traficantes e Degredados

Autor: Eduardo Bueno

Editora: Objetiva

Ano: 1998

A OBRA
Segundo volume da coleção Terra Brasilis, que se tornou um dos maiores sucessos editoriais do país neste ano – o livro que abre a série, A Viagem do Descobrimento, liderou as listas demais vendidos – Náufragos, Traficantes e Degredados, de Eduardo Bueno, revela, com dramaticidade e riqueza de detalhes, um dos períodos mais empolgantes, porém menos abordados, da nossa história – as primeiras expedições ao Brasil, que ocorreram em seguida à descoberta, de 1500 a 1531. Eduardo Bueno fez uma pesquisa minuciosa em documentos de época, como os diários de bordo, relatos de viagem efragmentos de cartas, para reconstituir, com precisão e vivacidade, a incrível saga enfrentada pelos primeiros homens brancos que viveram no país. Os que vieram parar nas praias brasileiras pelo acaso de um naufrágio, os que chegaram nas primeiras missões de exploração, os condenados ao degredo e os que simplesmente decidiram ficar no Brasil por livre e espontânea vontade. Conhecer a históriadesses homens – vários deles casados com as filhas dos principais chefes indígenas, exercendo importante papel na tribo e intermediando o comércio com as potências européias – são indispensáveis para se entender os rumos do futuro país. Nessa galeria de personagens extraordinárias, figuras-chave na ocupação e colonização do Brasil, vamos encontrar, além do mitológico Caramuru e de João Ramalho, outrosbem menos conhecidos, como o misterioso Bacharel de Cananéia, primeiro grande traficante de escravos do Brasil; o grumete Francisco Del Puerto, que viveu 14 anos entre os nativos do Prata e depois traiu os europeus, ou o intrépido Aleixo Garcia, que em 1524 marchou de Santa Catarina, com um exército particular de dois mil índios, para atacar as cidades limítrofes do Império Inca. Ao resgatar opapel desempenhado por estes, que podemos considerar os primeiros brasileiros, Bueno ilumina as três décadas esquecidas de nossa história oficial, período em que, entre outros fatos de grande destaque, o Brasil adquiriu seu nome e serviu de modelo para A Utopia, de Thomas Morus.

INTRODUÇÃO: AS DÉCADAS ESCURECIDAS

CAPITULO 1: OS ESPANÓIS DESCOBREM O BRASIL

CAPITULO 2: VESPÚCIO E O BATISMO DAAMÉRICA

CAPITULO 3: A TERRA DO BRASIL

CAPITULO 4: LA TERRE DO BRÉSIL

CAPITULO 5: O RIO DAS GRANDES RIQUEZAS

CAPITULO 6: A FABULOSA JORNADA À SERRA DA PRATA

CAPITULO 7: A EXPEDIÇÃO DE MARTIM AFONSO

PAGINAS: 160


INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
AS DÉCADAS ESQUECIDAS
Que homens eram aqueles? Como haviam chegado àquelas praias remotas e de que maneira tinham sido capazes desobreviver ali por tantos anos?
Qual o processo que os transformou de meros náufragos -ou degredados - em figuras-chave na ocupação e colonização do Brasil? Passados cinco séculos de uma inacreditável aventura, desenrolada no litoral do Brasil, as respostas ainda não são conclusivas. As dúvidas apenas aumentam o fascínio em torno do período mais nebuloso na história da exploração e conquista do país. Tãoimportante quanto eles foi, por exemplo, o misterioso Bacharel de Cananéia, primeiro grande traficante de escravos do Brasil e do qual nem mesmo o nome se conhece. A lista de personagens assombrosos dos 30 primeiros anos do Brasil não se encerra com eles. Afinal, ao contrário do que a maior parte dos textos afirma, Martim Afonso não veio fundar cidades ou iniciar a colonização do Brasil. Suaprincipal missão, como se verá, era explorar o rio da Prata - considerado a porta de entrada para as extraordinárias riquezas do Império Inca.
Este livro pretende contar a história das primeiras expedições ao Brasil e reconstituir a trajetória dos náufragos e degredados, cujo relato encheu de ambição e de esperança a cabeça dos reis de Portugal e Espanha e determinou a ocupação do litoral sul do...
tracking img