Resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 74 (18332 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Referência:
LEFFA, Vilson Jose. Fatores da Compreensão Na
Leitura. Cadernos do IL, Porto Alegre, v.15,
n.15, p.143-159, 1996

FATORES DA COMPREENSÃO NA
LEITURA

Vilson J. Leffa, UCPEL

INTRODUÇÃO
O processo da leitura envolve vários aspectos, incluindo não apenas características do texto e do momento histórico em que ele éproduzido, mas também características do leitor e do momento histórico em que o texto é lido. O resultado do encontro entre leitor e texto não pode ser descrito, portanto, a partir de um único enfoque. Uma descrição completa do processo da compreensão deve levar em conta, no mínimo, três aspectos essenciais: o texto, o leitor e as circunstâncias em que se dá o encontro.
Historicamente, noentanto, o estudo da compreensão de leitura tem se caracterizado pela predominância de um ou outro extremo do processo, enfatizando ora o texto ora o leitor, como fator essencial da compreensão. Cada um desses enfoques pressupõe uma explicação diferente para os fatores que intervêm na compreensão. Quando se privilegia o texto, por exemplo, pressupõe-se que a melhoria na compreensão depende dequalidades intrínsecas do texto e que, na medida em que se modificam essas qualidades, está-se modificando os níveis de compreensão do leitor. Quando se privilegia o leitor,
pressupõe-se que a compreensão do texto aumenta na medida em que se desenvolve no leitor as habilidades gerais da leitura.
O objetivo deste trabalho é fazer um levantamento dos fatores que mais contribuem para acompreensão do texto, de acordo com pesquisas publicadas na última década. Na medida em que esse levantamento sugere uma divisão entre texto e leitor, parte-se, para fins
Didáticos, dessa dicotomia. O pressuposto é de que, todas as demais variáveis sendo iguais, há textos mais e menos compreensíveis do que outros como há também leitores mais e menos proficientes do que outros. Isso se deve apresença ou ausência de certos atributos, considerados aqui como fatores de compreensão, tanto em textos como em leitores.
As implicações pedagógicas desse levantamento são óbvias. Na medida em que se é capaz de destacar os fatores mais e menos importantes para a compreensão de leitura, está-se dando pistas ao professor sobre como atuar com seus alunos leitores. Pretende-sefinalmente não apenas dar essas pistas mas também sugerir algumas estratégias para sua implementação em sala de aula.

O PAPEL DO TEXTO; VISÃO MICRO
O enfoque no texto teve seu maior impacto nas décadas de 50 e 60 nos Estados Unidos. São principalmente dessa época as fórmulas de inteligibilidade ("readability formulae"),as antologias básicas ("basal readers"), e, no ensino da segunda língua, os livrosde textos
simplificados.
O texto inteligível era aquele que apresentava um vocabulário comum, medido pelo critério de extensão da palavra e uma estrutura simples, medida pelo critério do tamanho da frase. Como em inglês as palavras mais freqüentes e comuns da língua são geralmente monossilábicas, foi fácil criar fórmulas relativamente simples que eram capazes de avaliar sem grandeesforço
o grau de inteligibilidade de um texto (Dale & Chall, 1948; Flesch, 1951; Fry 1968). O pressuposto básico era de que mesmo conceitos complexos podiam ser expressos em linguagem simples, usando vocabulário comum, frases curtas e a voz ativa do verbo.
Uma análise dos livros paradidáticos publicados nos Estados Unidos para a leitura dos alunos de primeiro e segundograus mostra que esses critérios de escolha do léxico e estrutura eram seguidos à risca pelas editoras.
Os textos eram rigorosamente moldados para cada série do currículo, levando o aluno, num processo lento e gradual, sem sobressaltos, de textos extremamente simples para textos considerados mais difíceis, sem qualquer sobreposição entre um ano letivo e outro.
Na área da...
tracking img