Resenha o povo contra larry flynt

: TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

ALUNOS: AmILTON ALVES

RESENHA CRÍTICA DO FILME O POVO CONTRA LARRY FLYNT

Título original: People vs. Larry Flynt, The
Ano: 1996
Direção: Milos Forman
Origem: Canadá/Estados Unidos
Gênero: Biografia/Comédia/Drama
Duração: 129 minutos
Elenco principal: Brett Harrelson, Burt Neuborne, Courtney Love, Crispin Glover, Donna Hanover, Edward Norton, JamesCarville, James Cromwell, Miles Chapin, Richard Paul, Vincent Schiavelli, Woody Harrelson

MILOS FORMAN

Cineasta tchecoslovaco nascido em Caslav, Tchecoslováquia, que se tornou um dos grandes diretores estrangeiros de Hollywood, laureado com o Oscar da Academia de melhor diretor (1975) com One Flew over the Cuckoo's Nest, o famoso Um estranho no ninho. Formado pela Escola de Cinema de Praga,foi roteirista e assistente de direção até o êxito de Konkurs (1963), curta-metragem que lhe abriu caminho para o sucesso. Seu primeiro longa-metragem foi Cerny Petr (1963), seguindo de Lásky jedné plavovásky (1965), que lhe trouxe prestígio internacional. Mudou-se para os Estados Unidos (1969), onde estreou dirigindo Taking Off (1971). Foi casado com Jana Brejchová (1951-1956) de quem se divorcioue juntou-se com Vera Kresadlová (1964). Tornou-se cidadão norte-americano (1975) e casou-se com a terceira esposa (1999) com Martina Zborilova, sua assistente em The People vs. Larry Flynt (1996). Além de Um Estranho no Ninho, também dirigiu filmes de grande sucesso como Horí, má panenko (1967), I Miss Sonia Henie (1971), Visions of Eight (1973), One Flew Over the Cuckoo's Nest (1975), Hair(1979), Ragtime (1981), Amadeus (1984), sobre a vida de Wolfgang Amadeus Mozart, filme que ganhou oito Oscars e que lhe deu sua segunda estatueta da Academia, Valmont (1989), The People vs. Larry Flynt (1996) e Man on the Moon (1999).

RESUMO

O filme conta a história da vida de Larry Flynt, um empresário de casas de strip-tease que por acaso lança a revista hustler que se torna um sucesso nosE.U.A. O problema é o conteúdo pornográfico da revista que entra em choque com a elite moralista e religiosa da época. O filme mostra a vida conturbada de Flynt e suas lutas contra a justiça americana que tentam proibir a circulação da sua revista. Através da vida de Flynt o filme faz uma abordagem sobre a liberdade de imprensa, preconceito, moralismo, privacidade, etc.

APRECIAÇÃO CRÍTICAO filme por meio da vida de Larry Flynt faz uma crítica ao moralismo, a liberdade e ao direito americano. Flynt ao criar a revista hustler expõe a nudez de forma explicita publicando fotos de genitália feminina. Ao expor as fotos de Jacqueline Kennedy ele provoca a ira da elite moralista. A partir daí inicia-se um duelo entre Larry e os conservadores com disputas judiciais. De um lado o dono dahustler com publicações cada vez mais ousadas, lutando para garantir a circulação de sua revista e do outro a elite conservadora que a considera uma afronta a moral. Assim, o confronto está formado “liberdade de imprensa” versus “moralismo”.
No decorrer do filme, Flynt é preso várias vezes e usa sempre a primeira emenda em sua defesa.

O preconceito contra a hustler é perceptível,talvez por ser ela explicita ou por ser popular e não elitista. Fica claro que não há por parte dos conservadores um discurso ético, pois, eles acusam Flynt de ser um destruidor da moral, mas existem outras revistas que publicam o mesmo material que a hustler e não sofrem nenhuma perseguição, entende-se que não é a revista que oferece este perigo, mas sim o próprio Larry.
Esse moralismofica contraposto logo no primeiro julgamento quando praticamente forjam a condenação demonstrando que eles não estão interessados em preservar a sociedade e sim eliminar alguém que incomoda o domínio que essa elite exerce.
Por trás deste discurso moralista o que se apresenta é o jogo de poder, Flynt torna-se uma ameaça a esta elite que controla a sociedade e seus ideais representam a quebra...
tracking img