Resenha o imperio de belo monte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3738 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Wanilce Nogueira Galvão em seu livro "O Império do Belo Monte" abordará o tema de Canudos, fenômeno que ocorreu no interior do Nordeste brasileiro e que acompanhou as transformações políticas por que passava o Brasil no final do século XIX, a partir da instituição da República. Objeto de análise ainda será a figura do líder religioso do movimento, Antonio Conselheiro, indivíduo que fornecera todaa fundamentação ideológica no decorrer dos acontecimentos, mobilizando um número consideravelmente grande de indivíduos através de suas pregações e obras.
A autora inicia a obra descrevendo a trajetória do empreendimento colonizador, do povoamento do sertão brasileiro – cenário do conflito – e da paisagem sertaneja, mostrando como esses processos tiveram influência na formação do estereótipo dosertanejo (forte, corajoso, ingênuo) e na idéia do sertão como uma terra sem lei, em oposição à cidade litorânea civilizada.
O empreendimento colonizador – no que se refere à plantação de cana-de-açúcar para atender ao mercado europeu – mais as incursões exploratórias (entradas e bandeiras) tiveram um papel crucial no povoamento do interior do país. As terras próximas ao litoral eram utilizadaspara produção agrícola devido sua fertilidade e proximidade com os portos. Assim, a criação de gado teve que adentrar pelo interior. Já as entradas e bandeiras tinham como objetivo inicial a escravização indígena e posteriormente a prospecção de minas de metais e pedras preciosas, e para isso tiveram que penetrar um vasto território.
No tópico "A palavra sertão", a autora faz uma breve análiseetimológica da palavra sertão numa tentativa de desmitificar a idéia de "secura e infertilidade" da região atribuída por alguns estudiosos ao termo, como é o caso do historiador Robert M. Levine, para quem sertão vem de "desertão" e "implicava imagens de pessoas e lugares atrasados e pouco hospitaleiros" (LEVINE, 1995, p. 41). Galvão mostra que originalmente a referida palavra tinha como significado"mato", depois ampliado para "mato longe". Logo, o significado original não tem nenhuma ligação com o significado pejorativo atual. Walnice irá salientar a vasta diversidade de espécies na fauna e flora sertaneja e até mesmo a existência de bosques e veredas na região como forma de se contrapor ao argumento de sertão como apenas um "desertão".
O sertão e o resto do Brasil, de uma forma geral,foram dominados política e economicamente durante séculos por famílias latifundiárias patriarcais. Essa classe dominante disputava entre si votos dos eleitores, o controle político e até mesmo a posse de terras. A própria família de Conselheiro tornou-se vítima dessa disputa; fato que foi relatado por João Brígido, jornalista e amigo de infância de Conselheiro, em artigos publicados sobre Antonio esua família. Como se pode verificar, a autora freqüentemente recorre aos artigos de Brígido para falar sobre a vida do Conselheiro.
Antonio Conselheiro nasceu em Quixeramobim e, após a morte de seu pai, contraiu matrimônio. Mudou por algumas vezes de cidade e de emprego. Trabalhou como escrivão de paz, requerente de fórum; cargos que exigiam instrução. Na opinião de Brígido é a partir dessemomento que Conselheiro acabou por perder a razão. Segundo o cronista, o pai de Antonio tinha surtos de demência e mesmo o próprio Conselheiro já havia dado sinais de desequilíbrio durante a infância. "A loucura, portanto, já viria da família, e seu veredicto a respeito é que ele se tornou um monomaníaco", diz Walnice (2001, p. 22). A afirmação de loucura, uma monomania, daria margem a interpretaçõessobre o modo como Conselheiro escolhera viver, sua determinação na fé e a vida regrada na penitência e caridade.
Ao contrário do que se possa imaginar o Conselheiro era um homem bem quisto nos sertões por onde vagava, e, do ponto de vista religioso, a idéia de que teria criado uma seita não é muito justificada. Seus seguidores, a exemplo dos demais sertanejos, praticavam um tipo de catolicismo...
tracking img