Resenha o imperialismo: fase superior do capitalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2338 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Acadêmica: Bianca J. Fortes
Resenha
O Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo
Vladimir Ilich Lênin.
Sâo Paulo: Global Editora, 1987.
No livro O Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo, escrito por Vladimir Ilich Lênin em 1916, o autor objetiva fazer com que sua obra pudesse auxiliar no entendimento de um problema econômico essencial, o qual era inviável entender sem estudo,e formar uma visão referente a guerra e a política daquele momento. Para tanto, Lenin buscou abordar o tema, detendo-se somente nas relações e os laços que havia entre as características econômicas fundamentais do imperialismo.
Deste modo, partindo do objetivo de elucidar a transição do capitalismo para chamado Imperialismo destacando aspectos econômicos, em aspectos livro de Lênin divide-se emdez capítulos: A concentração da produção dos monopólios; os Bancos e sua nova função; o capital financeiro e a oligarquia financeira; a exportação de capitais; a partilha do mundo entre os grupos capitalistas; a partilha do mundo entre as grandes potências; o imperialismo, fase particular do capitalismo; o parasitismo e a decomposição do capitalismo; a crítica do imperialismo e o lugar doimperialismo na história.
Assim, no capítulo inicial A concentração da produção dos monopólios, apresenta-se o resumo da história dos monopólios, referente ao período de 1860 à 1880, o qual consiste no ápice de desenvolvimento da livre concorrência, de modo que como Lenin declara que a presença desta se dava entre quase todos os economistas sendo vista como uma lei natural. Onde os monopólios eramquase imperceptíveis, em razão de estes estarem apenas no inicio de sua formação. No entanto, afirma-se que é a própria livre concorrência é quem causa a concentração da produção, e esta ao alcançar um determinado patamar de seu desenvolvimento leva a monopólios. Assim, como dito ocorreu que neste terreno econômico os monopólios passaram a ter o principal papel em substituição à livre concorrência.Esse contexto se mostra após a crise de 1873, extenso período de desenvolvimento dos cartéis, os quais ainda estão na fase em que são vistos apenas uma exceção, não são sólidos, passando a imagem de que eram passageiros. Sendo o momento em que Lenin destaca ser a passagem do capitalismo para o imperialismo, é no fim do século XIX e a crise de 1900 a 1903, os onde cartéis transformaram-se noalicerce da economia.
Em linhas gerais, podemos destacar nesse primeiro capitulo que Lênin analisou os monopólios em ramos em destaque na indústria como do petróleo, química, aço, carvão, tabaco na Alemanha e nos Estados Unidos mostrando que se transformavam em forma de cartéis e de trustes, onde concentram-se frequentemente sete ou oito décimas partes de toda a produção de um determinado ramosindustrial . Estabelecendo, os carteis entre si, contratos sobre as condições de venda, os prazos de pagamento, etc. Repartiam os mercados de venda, determinavam quantos produtos deveriam fabricar, fixando os preços, e distribuem os lucros entre as diferentes empresas. Evidenciando que os modelos "modernos e civilizados" por meio dos quais os monopolistas colocavam os demais ramos da economia sob oseu jugo contrastam nitidamente da concorrência tradicional entre pequenas e grandes empresas: controle das fontes de matérias-primas, da mão-de-obra, dos meios de transporte, diminuição dos preços, controle do crédito, controle dos compradores, declaração de boicote, etc. Nesse primeiro momento o autor Lênin enfatiza que os monopólios levaram a um enorme progresso na socialização da produção. Eque o desaparecimento das crises pelos cartéis é uma fantasia dos economistas burgueses, em razão de que o monopólio que surge em determinados ramos da indústria, só faz crescer e agravar o caos próprio de todo o sistema da produção capitalista no seu conjunto.
A partir daí, com os cartéis monopolistas guiando os rumos da economia, estes passam a aliar-se aos grandes bancos. Sendo os assuntos...
tracking img