Resenha o campo da história

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Identificação da obra

BARROS¹, José D’Assunção. O Campo da história: especialidades e abordagens. Rio de Janeiro: Vozes, 2008, 212p.


II- Apresentação da resenha
A fragmentação da História é evidente em suas modalidades, sub-especialidades, em estudos da micro-História, todos esses, definimos como campos disciplinar da História. São divisões intermináveis de abordagens (modode fazer História), e domínios (temáticas e objetos possíveis). Este livro por tanto trata das diversas especialidades da História, e como o historiador age em contato com seu objeto. A obra está dividida em dez textos que abordam em seu conteúdo as relações nos campos historiográficos e a importância de relacionar os diversos campos e suas abordagens. Nele se discuti a importância dassub-divisões da História e como as abordagens podem ser feitas respeitando os critérios historiográficos.
Neste livro também podemos abordar as questões sobre a história cultural, a história antropológica, a etno-história, a história política e social e a história do imaginário. Nelas se destacam as formas de culturas, o conceito de história do imaginário e sua relação com a história das mentalidades,não esquecendo como é estudada a história política e social.

________________________
¹José D’Assunção Barros possui Doutorado em História Social pela Universidade Federal Fluminense (1999), Mestrado em História pela UFF.(1994) . Graduação em História pela UFRJ (1993), Graduação em Música (Composição Musical) pela UFRJ (1989).Atua em linha de pesquisa sobre História da historiografiabrasileira; Linguagens e Teorias da História; Musicologia. Obras: O Projeto de Pesquisa em História(Petrópolis:Vozes,2005), Cidade e História(Petrópolis:vozes,2007),A Construção Social da Cor(Petrópolis:vozes,2007).

IV- Disgesto
A teoria abordada nesta obra está divida em dez textos, onde no primeiro capítulo intitulado “Clio Despedaçada”, o autor José D’Assunção Barros chama atenção parauma característica crescente da historiografia moderna: passa a ver a si mesma como um campo fragmentado em várias sub especialidades, atravessado por várias tendências. O autor faz breve analogia, a História é um oceano, onde suas ilhas compostas por fauna e flora particular seriam essas tendências, as mesmas serão discutidas posteriormente. Enfatiza ainda que o historiador do século XIX tinhauma idéia mais homogênea do seu ofício, a fragmentação do saber é um fenômeno que vai se consolidar no século XX.
Ao tratar da hiper especialização do conhecimento histórico, taxa- o de alarmante e curioso, tal fenômeno não aconteceu apenas com a História, abrange também outras áreas do conhecimento (Física). È com o advento da modernidade que a hiper- especialização floresce, pois há maiorexigência e funções necessárias a vida moderna, o conhecimento humano torna- se mais complexo diante dos novos horizontes que não cessam de abrir. Entretanto a especialização é um problema antigo, pois acarretará em perda para o campo do conhecimento de uma cultura humanística, caracterizando as especialidades em um crescente isolamento disciplinar.
O historiador que se especializa em uma dadadimensão historiográfica (econômica, política, social) e em um dado objeto, deve ter cautela, pois pode ter de mais uma coisa (saber e ter domínio de sua especialização) e não ter conhecimento suficiente sobre outras áreas do saber, ou seja, se limitar a sua área; independente de qual enfoque o historiador se dedique, dificilmente ele alcançará sucesso pleno em seu ofício se não conhecer outrosenfoques possíveis, pois a história é múltipla, mesmo podendo examiná- la de uma dada perspectiva.
No segundo capítulo intitulado “Os lotes da História”, o autor nos chama a atenção para as dificuldades em classificar e eventualmente organizar internamente a História em sub- áreas especializadas, listando em número de duas tais dificuldades. A primeira é que uma abordagem ou uma prática...
tracking img