Resenha a imagem como agente motivador para o ecoturismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1925 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E TURISMO
CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO
DISCIPLINA: GESTÃO DE ECOTURISMO
PROFESSORA: LAURA RUDZEWICZ

Resenha dos textos:
PEREIRA, Júlio César; GEERDINK, Stefanie; NEIMAN, Zysman. A Imagem como Agente Motivador para o Ecoturismo. Turismo em Análise, São Paulo, vol. 22, n.1, p. 71-95, Abril 2011.

Helena Moreira Peske
JulianaBalota Gomes

Pelotas, 2011
A Imagem como Agente Motivador para o Ecoturismo
Por: Helena Moreira Peske e Juliana Balota Gomes*

O artigo “A Imagem como Agente Motivador para o Ecoturismo” trata de um estudo realizado para avaliar o quanto a imagem é efetiva no processo motivacional para o Ecoturismo, em comparação ao relato textual descritivo do mesmo local, além de comparar, avaliar equantificar as diferentes percepções individuais e o impacto que a imagem e o relato causam no indivíduo.
Em relação aos autores, pode-se destacar que Júlio César Pereira possui graduação em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita, Mestrado e Doutorado em Agronomia(Estatística e Experimentação Agronômica) pela Universidade de São Paulo e atualmente atua como professor adjuntoda Universidade Federal de São Carlos. Stefanie Geerdink é Bacharel em Turismo pela Universidade Federal de São Carlos, Bolsista de Iniciação Científica pelo CNPq. Zysman Neiman é Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas, Mestre e Doutor em Psicologia, todos pela Universidade de São Paulo e atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de São Carlos, onde coordena o Laboratório deEcoturismo, Percepção e Educação Ambiental (LEPEA) e é pesquisador do Programa de Mestrado em Sustentabilidade na Gestão Ambiental.
Os autores iniciam o artigo fundamentando o processo motivacional para o ecoturismo a partir de teorias psicológicas, aplicadas à administração, ao marketing, atreladas à imagem de destinos, entre outras. As necessidades internas, a relação do indivíduo com o meio noqual ele está inserido, as influências da mídia, a percepção, as expectativas, são algumas das questões que dão início à demanda por viagens e são explicadas no artigo. Citados no texto, os autores Ross e Kabanoff e O’Brien apresentam a relação turismo versus trabalho, relacionando a influência dos hábitos, carências e pressões no ambiente de trabalho com o processo motivacional da escolha da viagem.O artigo trás ideias de vários outros autores, que vem a complementar seu referencial teórico. Coloca-se que a escolha dos lugares e paisagens naturais para contemplação são eleitas a partir de uma expectativa precedente, construída e mantida por uma variedade de práticas não turísticas. Em relação à percepção na motivação e na formação de imagens, questiona-se o que é percebido é realmentepercebido ou se é somente algo que o indivíduo aprende a perceber. Afirma-se que as percepções são associadas as experiências, ao passado, objetos, lugares, entre outros.
Pereira, Geerdink e Neiman, confirmam a partir dessas teorias, a integração entre o Turismo e a Psicologia, onde esta última é considerada como parte integrante da área de atuação profissional do Turismo, uma vez que, lida com asquestões pertinentes à percepção e a escolha de destinos, ao processo de representação e da imagem que o turista tem de um local, sua classificação de acordo com a motivação e o interesse pelo novo.
Destaca-se que neste trabalho a prática do ecoturismo é considerada forma de lazer, entretenimento, busca de conhecimento, relaxamento, observação e percepção, onde há contato direto com a natureza ecom idéias de conservação do meio ambiente. Segundo os autores do artigo,

“A experiência visual do ecoturismo permite um conhecimento e um reconhecimento do meio ambiente através de aprendizados, descobertas, aventuras, lições de vida, reflexões, memória e associações. Pode-se afirmar que o ecoturismo pode proporcionar uma imersão e integração das paisagens das exterioridades às paisagens...
tracking img