Resenha a igreja do diabo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (331 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ASSIS, Joaquim Maria Machado de. Igreja do Diabo. In: ______ . (I) Contos Consagrados. Rio de Janeiro / Ediouro, s/d.

A Igreja do Diabo é conto machadiano do inicio do século XX, ondeencontramos simbologia, humor trágico, e ironia. Tem como personagens principais Deus e o Diabo. Baseia-se em um manuscrito beneditino, onde o Diabo tem a idéia de fundar uma igreja, já que emborativesse lucros, sentia-se humilhado com o papel isolado que exercia desde séculos, sem organização, sem regras, sem cânones, e sem ritual. Na nova igreja ele recolheria todos aqueles que cometessempecados e também possuíssem vícios, já que sua igreja contradizia a igreja de Deus, pois nela as pessoas teriam liberdade e não iam precisar fazer o bem.
Vale lembrar que no inicio do século XX,quando foi escrito o conto, a sociedade vivia um conceito de certo e errado bem diferente do que temos hoje tanto nas religiões (a Católica era a principal) quanto fora dela. Para se chegar ao céu, asalvação, seria necessário entrar em toda aquela ideologia que a igreja vendia, e vende até os dias de hoje. As religiões perderiam seus fies por hipocrisia e preconceitos. O Diabo vai a Deus,explica sua necessidade de criar uma nova doutrina, e dai volta ao reino dos homens para fazer suas pregações. Assim, o diabo espalhou sua doutrina, afirmando que o mau era melhor do que o bem.
Adoutrina do Diabo propagou-se, como ele mesmo previa. O numero de seguidores só aumentara com tempo. Depois de anos com sua doutrina o Diabo encontra um problema, muitos dos seus seguidores estavampraticando ações referente as antigas doutrinas que tinham. O Diabo, inconformado com atitudes das mais curiosas e surpreendentes, deparou-se com verdadeiro mal: a contradição humana.
Naobra podemos encontrar elementos como lealdade, na hora em que o Diabo vai a Deus informar sobre sua nova idéia, da fraqueza dos homens diante liberdade e imoralidade, e obviamente da contradição...
tracking img