Resenha "a cabeça bem feita"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (557 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha - Capítulos 1 , 2 e 3 de "A Cabeça Bem-Feita"
– EDGAR MORIN

Aluna: Melanie Liesenberg
Professora:
Sala: NF1
Edgar Morin, filósofo francês nascido em 1921, é graduado em EconomiaPolítica, História, Geografia e Direito; realizou estudos em Filosofia, Sociologia e Epistemologia; e é autor de mais de 30 livros. Entre eles: "A cabeça bem feita: repensar a reforma, reformar opensamento", lançado em 1999.
No capítulo 1, “Os Desafios”, o autor evidencia o desajuste provocado pelos compartimentos entre disciplinas e pelos saberes segmentados e, assim, enfatiza que a"hiperespecialização" impede que o indivíduo veja o global e faz com que o saber essencial seja diluído. Edgar Morin afirma que o conhecimento “hiperespecializado” gera uma inteligência impossibilitada de entendero contexto em que se encontra o problema. Em seguida, o autor problematiza os desafios:
O desafio cultural seria a divisão da cultura em dois blocos: a cultura das humanidades e a culturacientífica. A cultura científica não reflete sobre o futuro humano e, assim, a cultura humana é privada da reflexão sobre os problemas gerais e globais.
O desafio sociológico seria a gestão da informação,“matéria-prima que o conhecimento deve dominar e integrar ”; o conhecimento, por sua vez, “deve ser revisado pelo pensamento”, e o pensamento se trata do "capital mais precioso para o indivíduo e asociedade".
O desafio cívico seria o fato de os cidadãos agirem na sociedade assim como em uma indústria e que, além disso,o indivíduo se distancia do direito ao conhecimento devido ao demasiado tecnicismo naesfera política.
O desafio dos desafios se trataria da “reforma do pensamento”, ou seja, uma reforma fundamental, que uniria as duas culturas divididas.

No capítulo 2, “A cabeça bem feita”, Morinexplica que uma
“cabeça bem feita” se trata de um indivíduo capaz de ligar e organizar os conhecimentos e, assim, lhes dar sentido. Por outro lado, a “cabeça cheia” configuraria a acumulação...
tracking img