Resenha “a aventura do livro – do leitor ao navegador”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3466 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Minas Gerais
Escola de Ciência da Informação
Curso de Arquivologia



Disciplina: Bibliotecas, Arquivos e Museus digitais
Professor: Adalson
Aluno(a): Vanessa Maria Alves Costa




Resenha “A Aventura do livro – do leitor ao navegador”
CHARTIER, Roger. São Paulo: Fundação Editora da UNESP-FEU, 1999.



Belo Horizonte
24 de maio 2012
Dados sobre oautor:



Roger Chartier¹ nasceu em 1945, em Lyon (França), filho de família operária. Formou-se pela Escola Normal Superior de Saint Cloud e pela Universidade Sorbonne, simultaneamente, como professor e historiador. Na Escola de Altos Estudos Sociais foi mestre e conferencista e depois diretor de pesquisas. Nomeado, em 2006, como professor–titular de Escrita e Cultura da Europa Moderna do Collègede France. Recebeu o título de Cavaleiro da Ordem das Artes e das Letras do governo Francês.
Sua especialidade é a leitura, com ênfase nas práticas culturais da humanidade. Mas ele não se debruça apenas sobre o passado. Interessa-se também pelos efeitos da revolução digital. "Estamos vivendo a primeira transformação da técnica de produção e reprodução de textos e essa mudança na forma e nosuporte influencia o próprio hábito de ler", diz.

No Brasil, é o intelectual contemporâneo que mais tem influência sobre os estudantes de ciências humanas, atrás apenas do antropólogo Levi Strauss.

Algumas Obras:

 Formas e Sentido – Cultura Escrita: Entre Distinção e Apropriação. Ed. Mercado de Letras;
 Inscrever e Apagar. Ed. UNESP;
 Leituras e Leitores na França do Antigo Regime. Ed.UNESP;
 Práticas da Leitura. Ed. UNESP.









Diversos são os aspectos relevantes na obra “A aventura do livro – do leitor ao navegador”, desde a edição, passando pela beleza da capa e chegando até as imagens que permeiam o livro. Tudo parece ter sido milimetricamente colocado, no intuito de levar o leitor a navegar por suas páginas. Afinal, o título do livro já nos aponta o caminhoda aventura interessante pelo caminho da história do livro.

O livro nos proporciona uma certa satisfação em lê-lo com suas muitas ilustrações e é um prazer folheá-lo, fazendo com que a leitura seja feita com facilidade.

Há, logo de início, um curto texto sobre a história do livro recordando o códex, a criação da imprensa por Gutenberg, o moroso progresso do livro manuscrito para o livroimpresso, a xilografia dos chineses e, por fim, o texto eletrônico. O ponto fundamental, aqui, é a forte continuidade entre a arte e o texto manuscrito, a caligrafia, e o caractere impresso. (Chartier, p.10)

Pode-se perceber, no decorrer da leitura, que através dos séculos o ser humano foi induzido a crer na sempre necessidade de inovar e criar, já que ele motivado pela curiosidade. Quanto aoslivros, estes evoluíram no decorrer da história, devido a essa curiosidade do homem. Os novos meios de comunicação surgem de tempos em tempos, reafirmando então a necessidade da criatividade e inovação. Atualmente, é na esfera da comunicação privada ou científica que a transformação vai mais longe: ela indica aquilo que poderia ser amanhã.

“A inscrição do texto na tela cria uma distribuição, umaorganização, uma estruturação do texto que não é de modo algum a mesma com a qual se defronta o leitor do livro em rolo da antiguidade ou o leitor medieval, moderno e contemporâneo do livro manuscrito ou impresso, onde o texto é organizado a partir de sua estrutura em cadernos, folhas e páginas”. (CHARTIER, p.12)


O autor já inicia o livro abordando uma questão polêmica: é possível comparar arevolução de Gutenberg com a revolução tecnológica? Se, em 1450, a reprodução de um texto só existia devido à cópia feita à mão, a introdução da prensa transforma radicalmente a relação com a cultura escrita onde o tempo de reprodução é reduzido, devido à oficina tipográfica. E o que dizer das inovações tecnológicas a que o leitor tem sido submetido? Como é essa interação objeto/leitor na...
tracking img