Resenha “vinte anos de crise”, carr

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1075 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
No livro “Vinte anos de crise”, Carr faz críticas à utopia da harmonia de interesses, supostamente inferidas nas relações dos Estados.
Dessa forma, Carr critica à Liga das Nações, pois esta se tornou utópica, visto que ela tinha um discurso moral que fugia da visão realista, ou seja, a conjuntura internacional ia contra o seu discurso moral. A liga das nações afirmava que trataria todos osmembros como iguais, no entanto, garantiu às grandes potências maioria no Conselho da Liga.
Com o passar dos anos, tornou-se cada vez mais visível a distância entre teoria e prática do que era decidido na liga das nações, pois ela parte do pressuposto de que há um interesse comum, que as nações agem de forma racional e que não só levam em conta a opinião pública nas suas decisões, como também as temcomo corretas. No entanto, para Carr é impossível que se acredite na opinião pública, porque se dentro de uma nação ela já não funciona bem, uma opinião pública internacional seria muito mais complicada.
O autor aplica o fracasso da Liga das Nações não à tolice dos homens que não fizeram com que ela funcionasse como muitos especialistas acreditavam, pelo contrário, a sua ruína se deu pelafalência dos postulados liberais nos quais ela estava baseada, ou seja, os próprios princípios eram falsos e inaplicáveis.
Quanto à questão de por que o indivíduo deve submeter-se a outro, Carr, segundo a sua visão realista, mostra que ele deve submeter-se porque caso contrário o mais forte o obrigará; e os resultados desta ação compulsória são muito mais desagradáveis do que os da submissão voluntária,assim ele comprova que ter poder é ter direito.
Dessa forma, ele contraria a visão utópica, a qual sustenta que o mais elevado interesse do indivíduo e o mais elevado interesse da comunidade naturalmente coincidem. Quando na verdade, os interesses dos mais fracos cedem lugar aos interesses do mais forte, não havendo então, a harmonia de interesses que tem como doutrina a ideia de que promovendoo interesse da comunidade (segundo os interesses da maioria) estariam promovendo os seus próprios interesses.
Carr afirma que a harmonia de interesses na verdade não existe. No entanto, ela só
perdurou porque a época era de prosperidade econômica e o sucesso da hegemonia inglesa era o que impulsionava os outros países. Internamente todos dentro do país têm interesse no laissez-faire (promover aremoção do controle estatal das questões econômicas), pois ninguém sacrificava seus interesses em detrimento da sociedade e o acúmulo individual de riquezas traria riquezas para toda a sociedade. Já, internacionalmente, a Inglaterra puxava o desenvolvimento dos outros Estados e assim o laissez-faire era vantajoso para todos.
Porém, no momento em que a competição por mercados se acirra, ointeresse não é mais comum, se faz necessário o darwinismo na politica, ou seja, a eliminação dos inaptos à concorrência, afinal, pequenos produtores, por exemplo, não tinham condições de competir com os grandes produtores e no campo internacional as nações pequenas não tinham como competir com as grandes potências.
Assim, a politica do laissez-faire foi perdendo adeptos conforme ia se percebendo umanecessidade da intervenção estatal para harmonizar artificialmente os interesses .
A doutrina da harmonia de interesses também fez com que houvesse um pressuposto de que todos os Estados tinham interesse comum na paz, no entanto, para Carr essa identidade de interesse na paz camufla o fato de que algumas nações desejam manter o status quo sem terem de lutar por ele.
O laissez-faire, tanto nasrelações comerciais internacionais quanto nas relações de capital e trabalho é o paraíso do economicamente forte. O controle estatal, seja sob a forma de legislação protetora, ou de tarifas protecionistas, é a arma de legitima defesa invocada pelo economicamente fraco. O choque de interesses é real e inevitável e a natureza do problema é totalmente distorcida por uma tentativa de esconder isso....
tracking img