Resenha: vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1152 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Vendo Vozes: uma viagem ao mundo dos surdos, por Oliver Sacks

Este livro foi escrito por Oliver Sacks, neurologista e escritor famoso por seus livros que discutem o funcionamento do cérebro humano.
A obra em análise tem como título: Vendo vozes: uma viagem ao mundo dos surdos da editora: Companhia das letras, São Paulo, 2010. O texto tem como objetivo adentrar-se ao “mundo” dossurdos, entender sua complexidade, e as dimensões do tipo de linguagem produzida por eles.
O autor inicia comentando acerca de uma nova situação encontrada : adolescentes com surdez pré-linguistica, que demonstravam completa incapacidade ao usar qualquer tipo de linguagem em sua fase infantil, mas que com uma intensa educação conseguiram se igualar ao nível de linguagem de crianças ouvintes.
Ébastante reicidente o desespero, a imobilidade em agir, e prosseguir com técnicas que invistam na introdução da criança em seu próprio “mundo”, quando chega ao conhecimento dos pais a surdez de suas crianças, levando-as a ser improdutivas, e retardatárias quando se fala de linguagem e comunicação, nessa situação encontrada pelo autor, a situação foi diferente, cujos educadores insistiram em investirna educação de forma que igualou a nível de comunicação as crianças deficientes auditivas a crianças ouvintes.
Na mesma linha de raciocínio o autor informou que é a linguagem que possibilita o pensamento, por isso a necessidade da linguagem ser estimulada, principalmente em surdos. Mais a frente o autor explica que a linguagem não é ensinada e sim aprendida, e a primeira aquisição dela se dá natroca de palavras do primeiro contato com a mãe, em seus primeiros diálogos, e impossivelmente a linguagem é adquirida por alguem sozinho, é feita por meio de uma “troca” de comunicação. Relatando ainda que ela desenvolve a percepção quando ela internaliza a língua da mãe e passa para o mundo perceptivo e depois para o conceitual.
Cotidianamente a linguagem é adquirida por meio da fala, queconsequentemente é resultado daquilo que ouvimos, isso se torna uma problemática se tratando de deficientes auditivos, o que compromete a estes, o desenvolvimento do pensamento, por isso a necessidade do total empenho em estimular o desenvolvimento da linguagem neles. Nas mães existe o papel primordial, pois é através delas que é possível a aquisição da primeira linguagem, quando elas dialogam, brincam,e compreendem suas necessidades.
Dando seguimento o autor afirma que quando a comunicação da mãe é feita inadequadamente, o desenvolvimento do pensamento e linguagem da criança fica gravemente comprometido, gerando crianças incapazes de acompanhar o desenvolvimento psicológico, social, e emocional de crianças ouvintes. Tornando, portanto a surdez um fenômeno cultural, na medida em quecompromete as relações sociais da criança no futuro.
Como já referido, as mães exercem papel primordial quanto à constituição da primeira linguagem e devem saber como exercer este papel de forma rica, atenciosa, estimuladora, e empolgante, incentivando cada vez mais a vivacidade delas, a criatividade, e consequentemente seu pensamento.
Oliver cita as descobertas de outros escritores, Hilde Schlesing eKatrin Meadow, Schlesing comenta:
“A ausência da curiosidade insaciável das crianças saudáveis como: por quê? Como? E se? Onde? Causam certo atraso no entendimento de perguntas e tendo um senso de causação deficiente e raramente ideias sobre o futuro”
E Oliver completa:
“A mãe é responsável por introduzir estas perguntas que induzem a investigação, a partir daí ela criará monólogos indiferentescompostos, introduzir uma reflexão generalizada sobre realidade, instigando a mente e as emoções da criança, não sendo só a língua introduzida, mas também o pensamento, tornando isto perigoso quando a criança é surda e seus pais não sabem se comunicar corretamente a sua demanda, não favorecendo seu progresso, e comprometendo seu avanço”
A partir disto percebe-se que o início da vida é quem...
tracking img