Resenha um discurso sobre a ciencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1958 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FINAC – FACULDADE NACIONAL






FÁBIO MARVILLA DA SILVA











Resenha crítica do livro “Um discurso sobre as ciências”
















Metodologia Científica












VITÓRIA
2012
SUMÁRIO

1 – Sumário ................................................................................................01
2 – Introdução ............................................................................................ 02
3 – Um discurso sobre a ciência ................................................................ 03
4 – Senso Comum..................................................................................... 04
5 – Ciência................................................................................................ 05
6 – Análise Crítica...................................................................................... 07
7 – Conclusão ............................................................................................ 09
8 – Referências .......................................................................................... 10INTRODUÇÃO

A obra “Um discurso sobre as ciências” faz uma análise sobre a evolução das ciências. O autor afirma que a ciência do século XX ainda não chegou devido ao fato de a ciência se encontrar centrada em fatos passados e não olhar para o futuro, porém isso reflete a duas contradições.Sendo a primeira as potencialidades tecnológicas que se encontram em grande expansãoe bastantes avançadas para seu tempo e a segunda ressalva que devido a esses grandes avanços científicos o século XXI possa terminar mesmo antes de começar, já que muitas descobertas deste ramo podem trazer benefícios como também malefícios para o planeta. Santos recorre aos pensamentos de Einstein e aos questionamentos de Rosseau para explicar essa ambigüidade e complexidade em que o tempopresente vivencia,afirmando que para entender é necessário questionar primeiramente as coisassimples para assim compreender as coisas complexas. Atualmente todos somos atores desse novo protótipo e encontramosdificuldades para compreender esse processo de transição que a história dahumanidade não consegue desvendar. Devido a isso o autor nos remete a buscar respostas para tantas perguntas nãosolucionadas como a relação ciência/ virtude, o papel do conhecimento e a superioridade em relação as experiências de vida. Paratanto o autor estrutura a obra caracterizando a ordem cientifica hegemônica,analisando os sinais da crise dessa hegemonia sob os pontos de vista teóricos e sociológicos e por fim propõe uma nova ordem cientifica emergente.

Esta resenha vem fazer associação entre a obra “Umdiscurso sobre as Ciências” de Boaventura com o conceito de senso comum e Ciências. Por isso vamos começar fazendo uma síntese destes três.







1 – Um discurso sobre a ciência

A obra “Um discurso sobre as Ciências” apresenta em suas primeiras páginas a crise de identidade das ciências no tempo em que vivemos. Esse assunto será desdobrado ao longo da obra, sendo analisados aspectoshistóricos das ciências naturais e sociais, bem como o atual contexto cientifico em que nos encontramos e as perspectivas para o futuro.

O autor sustenta, inicialmente, que nos encontramos em uma fase de transição entre “tempos” científicos. Para uma melhor compreensão, Boaventura utiliza-se do exemplo de Rousseau, que na obra “Discours sur Le Sciences et lês Arts”, de 1750, buscou respostas por meiode perguntas elementares e simples. Tem o objetivo de refletir a cerca das ciências no seu conjunto, observando toda sua trajetória ao longo dos séculos, bem como reflete a ideia de progresso científico, concluindo que ainda vivemos baseados numa ciência que tem muito a amadurecer.

Desta maneira, busca fortalecer a ideia de que o conhecimento científico deva fundamentar-se na conciliação de...
tracking img