Resenha - thomas nagel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2075 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 – Introdução
Esta é uma introdução direta a nove problemas filosóficos, cada um dos quais pode ser entendido por si mesmo, sem referência à história do pensamento.
A filosofia é diferente da ciência e da matemática. Ao contrário da ciência, ela não se apóia em experimentos ou na observação, mas apenas na reflexão. E, ao contrário da matemática, não dispõe de nenhum método formal deverificação. Ela se faz pela simples indagação e arguição, ensaiando idéias e imaginando possíveis argumentos contra elas, perguntando-nos até que ponto nossos conceitos de fato funcionam. A principal ocupação da filosofia é questionar e entender idéias muito comuns que todos nós usamos no dia-a-dia sem nem sequer refletir sobre elas.
Não será discutida aqui a natureza geral da filosofia, mas sim, algunsproblemas comuns à filosofia: O conhecimento do mundo além da nossa mente; O conhecimento de outras mentes além da nossa; A relação entre mente e cérebro; Como a linguagem é possível; Se temos livre-arbítrio; O fundamento da moral; Que desigualdades são injustas; A natureza da morte; O significado da vida.

2 – Como sabemos alguma coisa?
Se você pensar bem, verá que o interior da sua mente é aúnica coisa da qual pode ter certeza. Qualquer coisa em que você acredite está baseada em suas experiências e pensamentos, sentimentos e impressões sensoriais. Essas são as únicas evidências em que vpcê pode se basear diretamente. Todo o resto está mais distante de você do que suas experiências internas e seus pensamentos, e somente chega a você através deles.
Você só pode confiar nas evidênciasespecíficas sobre como se produzem as experiências visuais se já puder confiar, de maneira geral, no conteúdo da sua mente para lhe dizer como é o mundo externo.
Mas será que todas as nossas experiências não poderiam ser um sonho gigante? Se todas as suas experiências fossem um sonho e não houvesse nada do lado de fora, então qualquer evidência que você tentasse utilizar para provar a si mesmoque há um mundo externo apenas faria parte do sonho. Se você quer descobrir se o que há dentro de sua mente serve de guia para o que está fora dela, não pode apoiar-se no que as coisas parecem ser , a partir de sua mente, para obter uma resposta.
A conclusão mais radical que se podeira tirar disso é que sua mente é a única coisa que existe. Essa visão é chamada de solipsismo. Por outro lado,concluir que você é a única coisa que existe está além do que a evidência pode comprovar. Talvez a conclusão mais correta seja a mais modesta, a de que você não conhece nada além de suas impressões e experiências. Essa visão é denominada ceticismo acerca do mundo externo.
Nem mesmo a ciência ajudará a resolver esse problema, pois, no pensamento científico usual, confiamos em princípios gerais deexplicação para passarmos da maneira como o mundo nos parece à primeira vista para uma concepção diferente sobre aquilo que realmente é. Então como saber que o mundo fora de nossas mentes corresponde a nossa idéias do que seria uma boa explicação teórica para nossas observações?
Há outra resposta para esse problema. Alguns diriam que esse tipo de cetismo não faz sentido, pois a idéia de umarealidade externa que ninguém pudesse descobrir não faz sentido. As impressões e aparências que não correspondem à realidade têm de ser comparadas com outras que correspondam de fato à realidade, do contrário, a distinção entre aparência e realidade não faz sentido.
Dito isso, é praticamente impossível levar a sério a idéia de que todas as coisas que vemos no mundo à nossa volta podem não existir.Nossa aceitação do mundo externo é instintiva e poderosa: argumentações filosóficas não bastam pra livrar-nos dela.
Restam portanto 3 questões: Existe a possibilidade de que o interior de sua mente seja a única coisa que existe? Há alguma maneira maneira de provar para você mesmo que elas não são verdadeiras? Se você não pode provar que existe alguma coisa fora de sua mente, é certo continuar...
tracking img