Resenha sobre a ordem do discurso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Linguagem em (Dis)curso – LemD, v. 9, n. 1, p. 181-185, jan./abr. 2009

RESENHA DE “DISCURSO POLÍTICO” [CHARAUDEAU, P. – SÃO PAULO: CONTEXTO, 2006]
Jaçanã Ribeiro *

O livro de Patrick Charaudeau, professor de Ciências da Linguagem na Universidade de Paris XII e diretor do Centro de Análise do Discurso, apresenta uma reflexão sobre a natureza, funções, regras e procedimentos do discursopolítico enquanto processo de influência social 1 . A obra traz também um questionamento importante sobre o processo contemporâneo de construção de identidades (instâncias do contrato de comunicação do discurso político) e um diagnóstico prudente sobre a influência da mídia na emergência de uma nova ética política. Marcada pelo signo da retórica, a análise incide sobre as condições e estratégias depersuasão na constituição de identidades que só se mostram enquanto máscaras: a ordem da verossimilhança e do possível como fundamentais para o “viver em comunidade” político. Na primeira parte do livro o autor procura definir a natureza do discurso político, que tem como fundamento a imbricação entre linguagem e ação. A palavra política funciona entre uma verdade do dizer e uma verdade do fazer: umaverdade da ação que se manifesta através de uma palavra de decisão, e uma verdade da discussão que se manifesta através de uma palavra de persuasão (razão) ou sedução (paixão). O autor diferencia sua abordagem daquelas de Weber, Arendt e Habermas, sustentando um duplo fundamento do discurso político (p. 45-46): esse resulta de uma mistura entre a palavra que deve fundar o político (comoidealidade dos fins) e aquela que deve gerar a política (enquanto prática). Para Charaudeau, o discurso político funciona na conjunção de discursos
Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina. E-mail: . 1 Entre os interesses do autor estão o discurso de informação (CHARAUDEAU, 2006) e o talk-show televisivo (CHARAUDEAU, 2000), entre outros.
*

182de idéias e discursos de poder (verdade e possibilidade), pensamento e ação. Uma vez que os primeiros dizem respeito à verdade, e os segundos à problemática do verdadeiro, do falso e do possível, desde o início a questão central do livro se coloca em termos retóricos: dada essa duplicidade, o discurso político teria tendência a se orientar do logos em direção ao ethos e ao pathos (conteúdo eencenação)? Na segunda parte da obra, Patrick Charaudeau descreve a estrutura do teatro político e as estratégias dos seus atores (a metáfora do teatro é retomada ao longo do todo livro). As instâncias de comunicação (política, cidadã e mediática) são definidas por sua finalidade comunicacional, por exemplo, propor, reivindicar, denunciar, etc. Dada a relevância do afeto na persuasão, um pontoimportante na sua constituição é o espaço do mentir verdadeiro como estratégia de sedução (A mentira na cena pública):“todo político sabe que lhe é impossível dizer tudo, a todo momento, e dizer as coisas exatamente como ele as pensa ou concebe, pois suas palavras não devem atrapalhar sua ação” (p. 104-105). O autor esclarece assim que, no contrato de comunicação político, os atores da instância políticadevem sempre obedecer à lógica do parecer verdadeiro, empregando para esse fim estratégias para evitar “ter mentido”, entre elas a generalidade, o silêncio, a omissão e a denegação. O caso é que sem essa verdade de aparências não haveria ação política possível. A terceira parte, que trata das imagens dos atores políticos, toma emprestado da retórica um dos termos chave da análise de Charaudeau, oethos como construção da imagem de si. Uma novidade aqui é o fato de o autor trazer para a cena a pessoa do locutor, bem como a própria massa de seu corpo como fonte de identificação (“ethos de potência”, por exemplo). Uma semiótica multimodal do ethos inclui ainda a vocalidade enquanto procedimento expressivo que atua na construção da imagem de si (falar forte, tranquilo, falar bem). Não ficam...
tracking img