Resenha sobre a ldb

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Este trabalho tem por objetivo apresentar uma resenha sobre o livro a nova Lei de Diretrizes e Bases (LDB): Ranços e Avanços / Pedro Demo – 2ª ed. Campinas, SP: Papirus, 1997. (Coleção Magistério: Formação e trabalho pedagógico).

De início, o autor faz a primeira crítica, das diversas que surge no decorrer do livro e que em nenhum momento ele está totalmente errado. A primeira coisa para aqual ele chama a nossa atenção é para a questão de que vivemos em um país em que tem muitas leis, onde as mesmas não são cumpridas, principalmente no que diz respeito à educação. Os senadores Darcy Ribeiro, considerado um dos que mais lutaram para a aprovação da LDB no Congresso, demonstra que a Lei de Diretrizes e Bases dói tida como a “lei dos sonhos do educador brasileiro”.

A LDB não surge aquicomo algo inovador, mas traz consigo alguns dispositivos inovadores e flesibilizadores, que permitem o avanço em certos rumos. O que, de certa forma, é muito bom, pois a educação necessita mesmo de encontrar um caminho melhor, e para que isto venha a acontecer é necessário que todos estejam dispostos a mudar.

Ao falar da jornada de trabalho em sala de aula a obra acrescenta que deveria ampliaro período de permanência na escola sendo o ensino fundamental das redes públicas e urbanas ministradas progressivamente em tempo integral. Pensando na aprendizagem pode até melhorar, mas para isso surgem diversos outros fatores que devem ser analisadas.

O primeiro é a questão da remuneração dos profissionais. Não podemos deixar de lado, também à questão da flexibilidade que o sistema deve tere que é necessária a colaboração entre a União, os estados e municípios, uma vez que a União nos deixa entender que educação precisa ser resolvida localmente. É uma decisão correta pois cada localidade possui as suas próprias dificuldade. A lei deixa claro que deve existir uma formação básica comum tanto na educação infantil, no ensino fundamental e no ensino médio. O texto demonstra ainda umapreocupação maior com a política da educação superior. Definindo que cabe a União ‘autorizar, reconhecer credenciar, supervisionar e avaliar os cursos das instituições de educação superior e os estabelecimentos de seu sistema de ensino. O que de fato é muito importante, pois existem diversas instituições que não demonstram nenhuma preocupação com a educação do graduando, o que prejudica muito asociedade em geral.

Um outro ponto muito interessante está no Art. 15, quando a lei coloca nas mãos da escola a confiança e a responsabilidade de ter uma gestão democrática e de cunho financeiro. O que parecia ser algo distante da realidade já vem acontecendo em algumas escolas, o que deixa claro que a lei contribuiu para que isso visse acontecer, facilitando a vida das entidades escolares. Só que ofim maior, que é a aprendizagem, ainda não melhorou. Fica a questão: Será que a gestão democrática é mesmo o caminho a seguir?

O Art. 25 levanta uma questão muito importante, que é a questão do numero de alunos em sala de aula, pois com certeza o professor que tem uma quantidade menor de alunos faz um trabalho melhor do que aquele que tem um número excessivo. Assim, é injusto dizer que oproblema está sempre no professor. Não podemos, no entanto dizer também que o professor está capacitado, pois temos muitos professores que não demonstra nenhuma preocupação com a aprendizagem do aluno e ainda faz da educação um “bico”. Ou seja, um complemento do seu salário mensal. O autor foi muito feliz quando diz que a flexibilidade não pode ser confundida como um “vale-tudo”. Ela somente podecontribuir na direção de impulsionar um processo continuado favorável à aprendizagem do aluno e, nesse contexto, ao desenvolvimento do país todo.

Na LDB podemos perceber alguns ranços, mas percebemos também alguns avanços – o que é muito bom para o educador e também para a aprendizagem do aluno. Sendo que a educação não tem muito avanço devido à falta da consciência crítica por parte da maioria...
tracking img