Resenha sobre said

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1396 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TEORIA II (TEORIA ANTROPOLÓGICA)
ELISA SILVA MENEZES
Resenha sobre Edward Said
Este texto em o objetivo de observar algumas das principais ideias de Edward W. Said em seu livro Orientalismo inserindo o autor dentro do campo das Ciências Sociais. Apesar de ser definido como crítico literário, ele contribui para o estudo da cultura especialmente com sua critica à forma de pensar a alteridade eas relações de poder presentes nos discursos literários e científicos. Considerando a análise de José Guilherme Merquior a respeito do pós estruturalismo, considero a obra de Said dentro do discurso desconstrucionista, pois sua maior preocupação é com a denuncia de uma estrutura cultural a serviço de uma dominação ocidental através da construção de um Oriente. Enfim, pretendo por meio de traçosbásicos da teoria de Said como o pensamento desconstrucionista pode ser considerado dentro da pesquisa antropológica.
O pós estruturalismo pode ser visto como um neo-estruturalismo por adotar uma perspectiva mântica, ou seja, de buscar sentidos escondidos que são quase adivinhados pela mente do pesquisador. No entanto, em vez da preocupação maior ser delinear a forma que as estruturas de significadostomam, os pensadores desta corrente estão preocupados em ver quais são as forças que põe cada elemento em seu lugar. De Nietzsche viria a base filosófica do desconstrucionismo, não seria a razão que dá sentido os signos e sim a força e a diferença. Uma forte marca dessa forma de pensar pode ser encontrada na obra de Derrida sob o conceito de différance, a diferença de força define asrepresentações do discurso. Sempre presente nos autores pós estruturalistas está a idéia de que não é alcançável uma realidade concreta e objetiva dos símbolos e que estes tem de ser entendidos a partir dos interesses envolvidos.
Pensar a cultura como uma estrutura de signos sem referentes externos a própria estrutura ganha dinamismo com a negação de outro traço importante do estruturalismo que é identificarelementos básicos que são recombinados numa ação auto-reguladora. Ele lidaria com relações significativas e não com causas, mas entender mudanças implica pensar em termos de causas e efeitos. Contudo, os desconstrucionistas não se preocupam com as causas, e sim nos efeitos somente. Estruturalismo seria acusado de conservador e de ser uma ferramenta de dominação da burguesia por eles.
Merquiorsupõe que os desconstrucionistas no seu ímpeto de denunciar os erros dos estruturalistas caem num vazio teórico por não proporem modelos substitutos. Se eles acreditam que toda a teoria textual está em crise e não mostram alternativas para novas realidades podemos dizer qu eles seguem com a perspectiva mântica com a eliminação sistemática e total da referência e significado. Com isso teríamos de crerque o que acreditamos ser correspondente a realidade descansa apenas numa estrutura simbólica comum, impositoras de significados sociais manejados ou inocentes em vez de entender sua verdadeira natureza. O problema de descartar a existência de possibilidade de representar a natureza é tornar invalido todo conhecimento humano.
A partir da década de 60 vários intelectuais passam a adotar essapostura teórica desconstrucionista e rompem com a Antropologia da época. Isso acontece dentro do contexto que envolve Guerra-fria e processos de descolonização, que evidenciariam um intento de dominação por outros meios que não militar. Há também a forte influência d New Left que busca uma nova leitura de Marx que considere mais a cultura como potencia de poder e não apenas um determinismo econômico.Podemos situar neste contexto Said que na sua analise de discurso mostra na arte a representação e construção de uma visão de mundo que permite a dominação imperialista, para além das questões econômicas e políticas. A representação é vista como uma relação entre passado e presente eu é totalmente inventada e reinventada. Apesar de gerar preconceito e dominação, essa representação não é...
tracking img