Resenha Sobre Max Weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (650 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Maximilian Karl Emil Weber, o sociólogo Max Weber, foi um dos fundadores da sociologia com ciência política moderna e como ela é aceita e retratada atualmente tem uma ligação direta com os seusestudos, as suas concepções e os seus conceitos. Nascido em 1864, viveu no contexto da Primeira Guerra Mundial e procurou entender o problema da unificação do Estado alemão e como a Alemanha poderiamanter as relações com as outras nações. E ainda, como iria manter um papel importante para o mundo, sendo assim um personagem influente para a política alemã da época. Weber procurou estabelecer umaligação com a economia e as outras relações em sociedade (as demais ciências, a arte, a religião, a política, o direito e outras), trabalhando com o fenômeno da casualidade, e assim explicando-as.Estudando sobre as relações do capitalismo e se aprofundando na formação da burguesia, Weber observou a necessidade de um aparato eficiente do Estado para a manutenção da economia e do capitalismo, aburocracia (o escritório do governo).
Weber queria dizer que a Sociologia é feita de “ações sociais” praticadas pelo individuo, não sendo uma ciência dos grupos, mas sim uma ciência dos indivíduos agindosocialmente e que quando esse indivíduo age com o outro resulta numa “relação social”. E essa “ação social” de Max Weber se difere do “fato social” de Durkheim e é concentrada no agente, no sujeito daação. Para Weber a sociedade é compreendida a partir do conjunto das ações individuais que são todo tipo de ação que o indivíduo faz, orientando-se pela ação de outros, quando o indivíduo tentaestabelecer algum tipo de comunicação, a partir de suas ações com os demais, é uma ação social. Agir para Weber é praticar ações sociais. Weber definiu o Estado como sendo uma entidade que reivindica omonopólio do uso legítimo da força física, ou seja, o uso de uma ação coercitiva, como também retrata Durkheim. E ele acredita que esse uso da força pelo Estado é legitima, considerando haver uma espécie...
tracking img