Resenha raich, mario - dolan, simon. adiante as empresas e a sociedade em transformação.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1077 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RAICH, Mario; DOLAN, Simon. Adiante: As empresas e a sociedade em transformação. São Paulo: Saraiva, 2010. Trad. Cristina Yamagami, Marcelo Melo. Resenhado por: Alessandro M. Schwamborn e Marcos Roberto Rosa (Adm. – FMP). 1º) Temas como: inovações tecnológicas e seus aspectos sociais, desenvolvimento sustentável, mudança social, degradação dos ecossistemas, realidade virtual, entre tantos outrosassuntos contemporâneos são as bases filosóficas de sustentação da obra. Poder-se-ia dizer que os autores fincaram como marcos estruturais do livro o tripé: tecnologia, sociedade e sustentabilidade. 2º) Ante as questões-chave apresentadas na obra surgem alguns questionamentos: podemos ainda nos dar ao luxo da negação, e continuar a viver como se tudo estivesse bem? Como irão todas essas questõesafetar os negócios e a sociedade? Se formos incapazes de parar o rápido crescimento da população teremos alguma chance de sucesso? Estas questões centrais, e muitas outras abordadas no decorrer do livro, todas interconectadas e reforçando umas às outras, são analisadas e tratadas pelos autores de uma forma inovadora e com uma visão diferenciada de nosso tempo. 3º) O livro é dividido em seiscapítulos e estes trabalhados em subtítulos não esquematizados. Os autores, na introdução, abordam temas relacionados às mudanças que vem acontecendo no chamado “mundo novo”, onde apresentam um modelo mental direcionado ao sonhar “grande” e “diferente”, desenvolvendo um modo de pensar e agir distintos, defendendo que o futuro nasce na nossa imaginação. Criticam o “economismo”, traduzido como uma“ideologia substituta – dirigida pela incessante obsessão por mais” (p.33), e defendem uma nova utopia onde sugerem a possibilidade de feminizar nossa cultura. Censuram o capital, alegando que “hoje tem-se a impressão de que a multiplicação do capital é o único propósito da economia” (p. 42). 4º) No segundo capítulo, Raich e Dolan apontam como maiores obstáculos ao futuro sustentável: o acelerado crescimentodemográfico no planeta, os avanços da ciência e tecnologia e o processo de globalização. Atestam que as sociedades, dúbias entre um mundo unipolar ou multipolar, não chegam a acordos sobre o melhor sistema de governo ou estilo de vida. Assinalam como grandes ameaças ao futuro da civilização: guerras, agentes poluidores, escassez de alimentos, dependência de combustíveis fósseis, concentração derenda, efeitos inesperados de novas tecnologias e grandes catástrofes naturais. Segundo os autores tais “riscos tem sido negligenciados ou ignorados o máximo possível por líderes políticos para evitar o pânico e a paralisia” (p. 68). Concluem o capítulo sugerindo que “a educação global é a nossa única chance de mudar as atitudes das pessoas na direção da nova economia e lhes dar uma chance de teruma vida digna” (p. 162). 5º) No terceiro capítulo os autores criticam as soluções já propostas, por se basearem em padrões sociais e econômicos existentes, defendendo uma abordagem além dos modelos atuais e pregando “a conscientização da situação e o reconhecimento de que estamos à beira do colapso” (p. 167). Admitem o empreendedorismo com a força humana mais poderosa, porém criticam seudirecionamento. Propõem novos modelos sociais e econômicos e apresentam como recurso a criação da “Edu-World Foundation”, “financiada pelas contribuições de doadores corporativos e pessoas abastadas” (p. 224), e por uma espécie de imposto de valor agregado denominado “EduTax”. Com conteúdo acessível gratuitamente a todos, virtualmente em qualquer lugar do mundo,

e programas presenciais chamados“Edu-Camps” e “Edu-Practice”, pagos pelos participantes com base no custo de vida de seu país de origem, será desenvolvido, supervisionado e atualizado pelo “Edu-Council”, composto por membros selecionados que contarão com a colaboração de agentes virtuais provenientes de qualquer fonte do Metaverso. 6º) As abordagens do capítulo quatro tratam da transição da Era da Propriedade para a Era do...
tracking img