Resenha quase deuses

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Católica de Brasília
Anna Cristhina Holliman Rocha Santana Albernaz















RESENHA DO FILME “QUASE DEUSES”






























Brasília, DF
2012Filme: Quase Deuses Duração: 110 min.
Diretor: Joseph Sargent Ano: 2004

O filme retrata a história de Vivien Thomas, que além de ser negro, tinha nome feminino porque sua mãe achava que teria uma menina e quando o teve não quis mudar seu nome, Vivien era um marceneiro esforçado e sonhava em fazer o curso de medicina em umauniversidade, para a qual guardava economias, até que veio a grande depressão de 1930 devido à revolução industrial e além de perder seu trabalho, Vivien também perdeu todas as suas economias devido à quebra do banco no qual tinha poupança. Apesar de toda essa crise ter afetado tão drasticamente a vida de Vivien, ele continuou sendo esforçado e trabalhador, assim sendo, conseguiu um emprego defaxineiro em um hospital, trabalhando para um grande médico chamado Alfred Blalock. Vivien admirava Alfred e esperava ser tão bom quanto ele, exercendo a profissão que tanto amava, mas na qual não tinha condições de se graduar devido a perda de sua poupança, seguindo essa inspiração, Vivien começou a estudar todos os livros de medicina que haviam disponíveis no acervo do hospital, adquirir váriosconhecimentos e desenvolver técnicas sobre o campo da cardiologia chamando a atenção e despertando o interesse de Alfred em suas habilidades, Alfred o contrata como auxiliar despertando também o preconceito de vários outros assistentes e médicos do hospital devido a cor de Vivien e o fato dele não ser graduado em medicina. Apesar de todas as críticas, Alfred e Vivien trabalham muito bem juntos, umcomplementando o conhecimento do outro, e assim depois de vários testes, Vivien consegue grandes progressos quanto a uma doença chamada “doença do bebê azul” fazendo testes com bons resultados em cachorros. Juntos, Alfred e Vivien quebram diversos paradigmas, um dos maiores em relação à possibilidade de fazer cirurgias em corações, possibilidade essa jamais cogitada anteriormente já que o coração eratido como algo “intocável” temendo os resultados da interferência humana em seu funcionamento. Outro paradigma com relação à fé é quebrado, e é marcante a cena em que o padre questiona as ações de Alfred quanto à cirurgia de coração alegando que “a vontade de Deus não deveria ser contrariada” e quando a mãe da criança doente deixa de lado sua fé e aceita a opção que eles lhe deram para a possívelcura de seu filho. E assim foi feita a cirurgia que salvou a vida do menino doente. Apesar de todas as críticas e obstáculos, Alfred e Vivien revolucionam a história da cardiologia e da medicina criando as cirurgias de coração que desde então salvam milhões de vidas. Mesmo tendo causado tal revolução juntos, apenas Alfred foi reconhecido imediatamente por tal avanço, pois além de negro e“faxineiro”, Vivien não tinha diploma em medicina e sua grandíssima contribuição para tal avanço “não poderia ser reconhecida”, Alfred leva todos os créditos e se torna cirurgião chefe da Universidade Johns Hopkins e apenas muitos anos depois reconhece que não foi o único responsável pela grande descoberta, dando assim a Vivien, seus devidos reconhecimentos, não só perante ele, mas perante a sociedademédica e mundial. É importante ressaltar que na mesma época em que Vivien recebe seu reconhecimento, Martin Luther King luta pelos direitos dos negros, até conquistando alguns deles.
O filme retrata vários temas, muitos até polêmicos, como racismo, que é retratado de várias formas, no trabalho, na sociedade e quanto ao reconhecimento de grandes revoluções e fatos históricos feitos pelos negros. É...
tracking img