Resenha os 10 pecados Capitais do PE

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1017 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO



Os 10 pecados capitais do Planejamento Estratégico 02

As estratégias (invisíveis) para o sucesso 03

Um novo cenário competitivo 04


















Os 10 pecados capitais do Planejamento Estratégico

O Planejamento Estratégico que era feito há 10 anos, não pode ser o mesmo utilizado atualmente. Tudo isso é devido as mudanças constantes nocenário econômico. Na elaboração de um planejamento, existem os pecados da realização.
Os 5 pecados da comissão:
I. Agenda lotada é sinônimo de frustação dos envolvidos no planejamento. Melhor saída é antes da reunião, faça uma pauta do que é prioritário e que precisa ser resolvido imediatamente e ele a discussão.
II. Planejamento com foco nos problemas pode causar pânico com o volume de trabalho afrente. Inicie a reunião falando do futuro que deseja alcançar remete ao encontro favorável.
III. Planejamento apenas voltado a organização pode ocasionar o engessamento. Mostre tendências de mercado e tecnologias. A partir daí pode surgir ideias inovadoras.
IV. A maioria dos gestores deixam de fora pessoas que não consideram influentes ao assunto abordado. Ao fazer isso corre o risco dealgumas informações importantes estarem ausentes. Envolver todas as áreas pode ajudar no planejamento e disseminar os planos com entusiasmo.
V. Nada é seguro no mundo atual. É valido apresentar diversas situações que podem ocorrer na organização, e desenvolva ações que garantem que o planejamento atenda a diversas situações.
Os 5 pecados da omissão:
I. Reunir a equipe em local externo sem asinformações necessárias pode levar o planejamento em risco. Confira que colheu todas as informações e planejar antes é fundamental. As chances de dar certo na elaboração serão maiores.
II. Espalhar estratégia sem definição de metas não demosntra em como a estratégia se reflete no trabalho diário.
III. A reunião entre gerentes pode ser mais eficaz quando apresentam tendências que precisam ser consideradas.Os debates podem surgir num ambiente mais dinâmico.
IV. Quando o crescimento de alguém na organização é apresentado através de suposições, estratégias e outras variáveis são mais tangíveis do que promessas.
V. O Planejamento Estratégico anual está defasado. É importante que durante o ano se faça uma varredura do ambiente e analisar possíveis revisões.

As estratégias (invisíveis) para osucesso

Atualmente as empresas percebem o quanto reflete de maneira positiva ou negativa em seu negócio/resultado. Essa percepção tem causado mudanças bruscas que fizeram muitas empresas quebrarem, uma vez que achavam que a gestão contemporânea era garantia de sucesso, ou que o passado era garantia de um futuro promissor.
Geralmente as empresas se guiam por 3 grandes eixos de tendência: 1)analisa o presente para definir o futuro; 2) valoriza também os fenômenos de alta probabilidade e alto impacto; 3) algumas técnicas de gestão melhoram a probabilidade de sucesso e desenvolvimento das empresas.
Algumas estratégias e táticas utilizadas em empresas bem sucedidas e nas empresas fracassadas podem fazer diferença no desenvolvimento das empresas, como:
1) Pôr em prática o “encantamento docliente”. Com análises constantes nos resultados das realizações voltadas para esse cliente, e a participação em rede e Intranet, principalmente a realização de Planejamento Estratégico.
2) Valorização dos funcionários: ouvir, respeitar, reconhecer, participação nos resultados e clima de confiança ajudam na motivação de cada um.
3) Buscar talentos, desenvolvê-los e se tornarem multiplicadores.4) Disseminar os valores da organização, atrelado a treinamentos e transformar multiplicadores.
5) Planejamentos mais consistentes com análises de fatores de risco como forma de prevenir o negócio.
6) Contabilidade além do lucro: Balanço do encantamento do cliente, Balanço de satisfação dos empregados, Balanço social, entre outros.
7) Organização naturalmente humana, formado por um clima...