Resenha Morte e vida severina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto

O texto de João Cabral de Mello Neto é denso, profundo e reflexivo, além de ter materialidade poética e, cuja história é baseada na peregrinação de Severino, um lavrador nordestino que se deslocado interior do sertão, pelo rio Capibaribe, para o litoral, até Recife, em busca de novas perspectivas para sua vida de miséria, fome e seca. Contudo, no litoral, Severino encontra miséria e morte ese desespera, tentando até o suicídio, porém, após o nascimento do filho de seu José, faz renascer a esperança de uma vida melhor, nem que seja uma vida Severina.
Ademais, a questão da terra além dasfaltas de condições para nela trabalhar, das injustiças, sendo que as situações de miserabilidade, de empobrecimento, de privações e de não garantia de uma vida digna são as responsáveis peladesigualdade, cuja estrutura social é eminentemente excludente. Portanto, observa-se que há uma contradição: de um lado, o Estado, cujo dever constitucional de garantir a dignidade da vida humana e outro, ofilme, em cujo titulo já antevê a morte, como única garantia.
Só se deve falar em direito de propriedade se for exercida a sua função social, o qual está previsto no ordenamento constitucionalbrasileiro no artigo 170, II e III em conjunto com o art. 5º, XXIII, e com fulcro no art. 1.228, § 1° do Código Civil de 2002. Também, a Declaração Universal dos Direitos do Homem estabelece em seu artigoXVII:     1 - Toda a pessoa tem direito à propriedade, individual e coletivamente.  2 - Ninguém será arbitrariamente privado de sua propriedade.
Nesse sentido, fica evidenciado, no filme, queSeverino encontra os irmãos das almas, e descobre que o Severino Lavrador teve a morte matada por um proprietário de terra que queria “espalhar-se.” Contudo, o intuito não é cumprir a função social dapropriedade, mas, sim, manter grandes propriedades improdutivas, além da questão da especulação imobiliária. Por conseguinte, o governo parece que não compreendeu as violações e os problemas gerados...