Resenha - magalhães, antônio e portela, rodrigo. expressões do sagrado.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4011 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha – Dionivaldo Pires
MAGALHÃES, Antônio e PORTELA, Rodrigo. Expressões do Sagrado.
Reflexoes sobre o fenômeno Religioso. Editora Santuário. 2008. 172 p.
O aprofundamento no tema possibilitará que vejamos a nós mesmos dentro de um contexto muito maior que nos fará compreender os significados das religiões na vida humana e social. Assim, apresenta-se Expressões do Sagrado - Reflexõessobre o fenômeno religioso, o primeiro volume da coleção Cultura e Religião. Nessa obra, os autores Antônio Magalhães e Rodrigo Portela perpassam através de ensaios e reflexões de elementos básicos do universo religioso descrevendo o caráter simbólico, antropológico e social da religião, além de tecer considerações sobre identidades religiosas do povo brasileiro. Ao fazer uma abordagem básica sobre ofenômeno religioso e introduzir reflexões sobre a religião, a obra objetiva aguçar o interesse pelo tema junto ao meios acadêmicos nas áreas de antropologia, sociologia, teologia, filosofia e aos demais interessados. Embarcar, portanto, no conhecimento das religiões pode tornar-se uma aventura prazerosa.
Antônio Magalhães é pernambucano, batista, graduado em Teologia pelo Seminário Batista doNorte do Brasil no Recife, PE, (1985), doutorado em Teologia pela Universidade de Hamburgo, Alemanha com uma tese sobre as obras de Jon Sobrino e Leonardo Boff, (1991), docente dessa área primeiro na Faculdade de Teologia e depois no Departamento de Estudos Brasileiros de 1991 a 1994, posteriormente professor titular das faculdades de Filosofia e Ciências da Religião e de Teologia da UniversidadeMetodista de S. Paulo, em S. Bernardo do Campo (1994-2007), especializando-se em Religião e Literatura. Diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências da Religião da UMESP e coordenador do curso de pós-graduação em Ciências da Religião na mesma universidade até dezembro de 2007. Atualmente é professor titular da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em Campina Grande, onde atua no mestrado emLiteratura e Interculturalidade e no Departamento de Filosofia e Ciências Sociais. É também Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
O professor também orienta projetos de pesquisas cujos conteúdos contemplem temas e metodologias das relações entre literatura e ética, literatura e religião, literatura e interpretações da cultura, levando em consideração apluralidade dos sujeitos, a diversidade cultural e os aspectos simbólicos-religiosos assim como interpretados na narrativa literária. Os enfoques da teoria literária, da filosofia e da teologia serão privilegiados no desenvolvimento dos projetos.
Rodrigo Portella é doutor em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF, na área de concentração em Ciências Sociais, tendorealizado estágio doutoral na Universidade do Minho, em Portugal. É mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo - UMESP, e possui graduação em Teologia pela Escola Superior de Teologia - EST, e em História pela Faculdade de Filosofia Santa Dorotéia - FFSD. Tem experiência na área de Ciência da Religião, História e Ciências Sociais.
O livro, começando com uma apresentaçãoestá dividido em seis capítulos. Já na apresentação os autores salientam que o fato é conhecer e entender os fenômenos religiosos e seus processos. O motivo é simples: isso se torna uma chave hemenêutica para a aproximação ao conhecimento e ao entendimento da sociedade e do ser humano. O mundo ou o fenômeno religioso hoje se tornou uma pluralidade ou, na liguagem os autores, uma babel religiosaque, aliás, suscita curiosidade de todos o níveis: do popular ao sociólogo da religião, do camponês ao intelectual. A religião, portanto, sempre suscitou interesse de conhecimento.
Nesse sentido, o Brasil é um terreno fértil, onde, em se trantando de religião tudo que se planta nasce. Não é necessário dizer que a visibilidade da religião é um dos traços mais caracteríticos. É notável o...
tracking img