Resenha livro para entender a internet

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1106 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Descrição

O livro ‘Para entender a internet’, é uma coletânea de artigos, de 38 autores diferentes, coordenada por Juliano Spyer, e reúne textos originais de ativistas, acadêmicos e profissionais que estão ajudando a moldar a cultura da Web no Brasil. É uma experiência de produção de conteúdo educativo usando a Rede. O livro, que não tem editora, é também um projeto colaborativo - literalmente- publicado com licença Creative Commons e aberto a interferências, o que significa que pode ser baixado e distribuído gratuitamente pela internet, o que na minha opinião é bastante inovador, pois possibilita o rápido acesso a informação. O livro, que contém 91 páginas e distribuído em formato pdf, ficou pronto em 45 dias - um mês para reunir os textos e mais 15 dias para corrigir, diagramar efazer a capa. O lançamento foi feito no dia 17 de março, através da rede social twitter.

Capítulos

Manoel Lemos assina o capítulo sobre Metodologias Ágeis, Fábio Fernandes escreve sobre Cyberpunk, o próprio Juliano Spyer escreve sobre Web 2.0, Ronaldo Lemos sobre Creative Commons, Soninha Francine fala sobre Lei Eleitoral e Internet.
Outros temas como Cyberbullying, Whuffie (capital social),Pirataria Online, Cosumer-to-Consumer, Brecha Digital e Exclusão Digital, Viral, Rede Social, Co-Working, Voluntariado em Rede, SPAM, Lixo Eletrônico, Cauda Longa, Ecologia Digital, Cultura do Remix também fazem parte do livro.

Resumo da obra

“Muitas pessoas ainda sentem que a tal revolução trazida pela Web é uma festa para a qual eles não foram convidados. Muitos professores de escolaspúblicas e privadas, empreendedores, executivos, comunicadores, administradores públicos e uma boa parte da sociedade civil não entendem o motivo de tanta euforia em relação à internet. Esse livro é um convite para que elas entrem e participem da festa” ressalta Juliano Spyer.

Mais do que um conteúdo muito rico, o “Para Entender a Internet” é uma prova de conceito. Como os movimentos de softwarelivre têm demonstrado há muitos anos, através da colaboração em rede pode-se atingir resultados que de outra maneira seria praticamente impossível. E é muito interessante ver este tipo de movimento saindo do reduto do software e dos blogs e indo para os livros.

Mais do que um bloco físico de papel e tinta, é um espaço aberto para discussão e diálogos – pode-se comentar, republicar, remixar edistribuir à vontade, desde que não seja para fins comerciais.

A experiência abre espaço para dezenas de desdobramentos e ensina como funciona a internet desde seu processo de co-criação – a livre amizade criadora impulsionada pela colaboração inteligente e os efeitos de rede.

Mobile

A rede de hoje parece fixa por um cabo ou por um wi-fi limitado pela distância do roteador. Em apenas trêsanos saímos do mundo em que uma linha custava dois mil dólares e passamos ao universo no qual o pedreiro tem celular. Se wifi parece complexo hoje, em dois ou três anos todo mundo terá 3G. A internet ficará móvel.
Destaco a segunda parte, que ele comenta sobre o futuro da internet.

Concordo que a internet móvel está se tornando mais evidente, mas será que em dois anos teremos essa mudançaprofunda (que todos terão acesso 3G)? Hoje, o custo de acesso dificulta o cidadão comum (como o pedreiro citado como exemplo) de acessar sequer via WAP. Para as camadas populares, não compensa pagar o acesso da internet via celular. E não acredito que, em dois anos, esses custos baixem tanto assim para as camadas populares.

E eu acho que é um choque bem significativo passarmos da comodidade visual dosmonitores dos laptops e netbooks para a tela de celular. Mesmo os modelos mais avantajados, é difícil se acostumar com uma tela tão pequena para ver vídeos via streaming, por exemplo, ou outros recursos da web, principalmente para as camadas que, há pouco tempo, incluiam-se digitalmente e em rede. Apenas para textos é melhor em usabilidade.

Aposto também que, para dois anos, o acesso de...
tracking img