Resenha livro - minority report

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2313 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Minority Report - Resenha sobre características da Modernidade
O presente artigo consiste em um estudo do filme Minority Report, - uma produção estadunidense que retrata o futuro alternativo da sociedade com o advento da modernidade e do progresso tecnológico – através do pensamento de Habermas e do pensamento de Giddens. Inicio com uma resenha da obra estudada e sigo posteriormente com umaanálise desta utilizando os conceitos e a linha de pensamento dos autores mencionados, a fim de se obter um resultado satisfatório quanto à compreensão básica de suas teorias e sua aplicação na interpretação de situações.

Minority Report, filme produzido por Steven Spielberg, ano de 2002, é uma ficção que retrata como seria o mundo do futuro, onde os avanços da modernidade possibilitam a geração deum sistema criado para coibir a violência e proteger os indivíduos deles mesmos, ou melhor, de seu mal. Recebeu um acréscimo em seu título na tradução para o português: A Nova Lei. Se traduzíssemos literalmente o título teríamos: O Relatório da Minoria. De fato, esses são mesmo o sentido da trama.
A cidade é Washington, d.C., no ano de 2054. O detetive John Anderson (interpretado por Tom Cruise)é chefe do Departamento de Pré-Crimes, que está há seis anos em prática. Lamar Burges, criador e diretor do programa, defende a implementação deste a nível nacional, e, para tanto, é preciso provar à sociedade e ao governo de seu país que seu sistema é eficaz e, principalmente, infalível, sob a promessa de “assegurar que o que nos mantém seguros também nos mantém livres”.
O Departamento dePré-Crimes consiste em um órgão de defesa privado que assiste a população da capital na prevenção de crimes que irão, até certo ponto, inevitavelmente acontecer. Isso graças a três jovens com sentidos paranormais, chamados de pré-cognitivos, que possuem o ambicioso dom de prever o futuro, antever assassinatos e outros crimes hediondos, minutos ou horas antes deles acontecerem. As imagens de suas visõessão enviadas a um computador que as transfere para arquivos visuais, onde cabe aos policiais encarregados descobrir onde se encontra o criminoso e prendê-lo antes que seja tarde demais. O que acontece é que a pessoa, quando surpreendida pela equipe de segurança, estaria prestes a cometer o crime, porém sem tê-lo cometido. Não há forma de julgamento como conhecemos e a pessoa pré-criminosa é confinadanuma prisão como se tivesse cometido efetivamente o crime, que, a princípio, inevitavelmente cometeria.
Isto afronta até então as leis conhecidas da relação espaço - tempo, e essa controvérsia traz um agente federal especialmente enviado pelo governo para averiguar se não há falhas nesse sistema. Ao conhecer o departamento, ele confessa que “a ciência roubou a maioria dos milagres... mas nos dáa esperança no divino”, referindo-se à deificação dos chamados pré-cogs. Os integrantes do órgão concordam: “Trabalhamos alterando o destino das pessoas; parecemos sacerdotes e não policiais”.
O conflito tem início quando o próprio detetive Anderson se vê em uma das visões dos pré-cogs como o próximo assassino, e de alguém que ele nem conhece. Agora, o sistema que sempre defendeu está contra ele,e sua única alternativa é fugir e tentar entender os segredos ainda escondidos intencionalmente a respeito do Minority Report, pois só eles podem ajudá-lo a inocentá-lo e provar de uma vez por todas se o sistema realmente funciona. Em sua fuga ele se vê em um paradoxo: se ele conseguir evitar matar quem ele afirma que não matará o sistema que ele tanto confia admitirá falhas e todo o seu universoruirá, expondo como obsoleto tudo o que até agora foi conquistado, porém, se matar o homem, pois também acredita ser impossível fugir de seu destino, de seu futuro, quanto mais tente se afastar dele, mais dele se aproximará, e terá de passar o resto de sua vida confinado na prisão, mas comprovando a eficácia do programa.
Até o final do filme, Anderson comprova que o sistema que tanto se...
tracking img