Resenha elliott, john h. “a espanha e a américa nos séculos xvi e xvii”elliott, john h. “a espanha e a américa nos séculos xvi e xvii”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2076 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O texto se pauta em fazer uma análise da administração espanhola no Novo Mundo, considerando os aspectos burocráticos que permeavam a vida dos moradores das Indias. O ponto-chave do texto é: apesar de inúmeras leis elaboradas pela coroa para tentar manter o controle da colônia e de haver fiscalização, era impossível que ocorresse o cumprimento efetivo destas, uma vez que essas leis eram criadaspela metrópole, na metrópole, por pessoas que nunca estiveram no Novo Mundo, legitimando um problema relacionado ao execução dessas leis, uma vez que segundo o autor John Elliott, o estado permeava, através da legislação, mas não controlava a colônia.
A partir daí, o autor explica como funcionava a administração do Novo Mundo entre os séculos XVI e XVII desde os primeiros anos da conquista. Após oestabelecimento dos espanhóis nas índias, com o crescimento dos negócios tornou-se necessário a criação de um sistema de administração eficiente, capaz de abranger toda a zona de conquista, pautando-se em um caráter institucional. Para tanto, fora criada, em 1503, uma organização chamada Casa de Contratación, em Sevilha responsável pela organização e controle do tráfego de homens, navios emercadorias entre a Espanha e as Índias, canalizando o comercio do Novo Mundo para Sevilha, visando e gerando o máximo controle sobre um empreendimento de alto lucro. Dessa forma, foi necessário a estruturação de um exercito rigoroso que controlava a navegação e mantinha os “elementos indesejáveis” distantes.
Ainda para ajudar na administração, fora criada uma organização dentro da América,independente do Conselho de Castela, chamada Conselho das Índias, que forneceu os mecanismos formais para garantir que as ordens do rei chegassem às Indias e que os negócios fossem levados regularmente para o monarca. Apesar de esse Conselhos das índias ter uma grande autonomia dentro do Novo Mundo, os funcionários da coroa nas índias, estavam presos pela burocracia da Coroa. Segundo o autor: “Pena, tinta epapel eram os instrumentos com que a coroa espanhola respondia aos inéditos desafios da distância implícitos na posse de um império de amplitude mundial.”
Era notável, entre os séculos XVI e XVII, um alto grau de passividade em relação às leis elaboradas pela Coroa, isso se deveu a um senso de deferência à coroa inculcado de uma geração à outra e também pelo esforço em impedir a excessivaconcentração de poder.
A criação da governadoria foi fundamental para a preservação dos territórios das índias. Os Governadores :
* Dispunham de terras e índios estímulo á novas conquistas
* Não era um cargo hereditário (nomeação de 3 a 8 anos)impedia a centralização do poder
* Instituição de defesa e administração de terras
* Burocratização das castas: ao invés de conquistadores,eram admininstradores com funções: judiciais, adm e militares.
Apesar da sobrevivência dessas governadorias, a unidade mais importante que era vigente nas Índias eram os VICE-REINOS. Em 1542, houve a institucionalização do sistema vice-real. Os vice reis eram responsáveis por:
* Governar
* Função de capitão mor
* Representante judicial da coroa
* Duração média de 6 anos
Mesmo aproposta de vice-reinado sendo muito atrativa para os nobres espanhóis, ainda assim esse cargo trazia muitas desvantagens como: problemas de saúde, excesso de afazeres por exemplo. Trecho escrito pelo Vice rei da Nova Espanha de 1568 a 1580 Don Martin Enríquez de Almansa
Embora imaginem na Espanha que o posto de vice-rei aqui é muito fácil, e que não pode haver muita coisa a fazer nessas novasterras, minha própria experiência e o trabalho que tive que realizar me desiludiram quanto a isso. Vós descobrireis o mesmo, pois o vice rei aqui é responsável por todos os deveres que na Espanha são partilhados por várias pessoas diferentes.
Para além dos problemas já mencionados, ainda havia outros mais com por exemplo: o excesso de instruções vindas de Madri, muitas delas inaplicáveis ao Novo...
tracking img