Resenha: elevado costa e silva processo de mudança de um lugar.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1995 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Optativa: Tópicos da Arquitetura Contemporânea no Brasil
Prof. Dr. Renato Anelli

Ana Karla Olimpio Pereira

Elevado Costa e Silva
Processo de mudança de um lugar.

Este estudo faz um recorte muito interessante de um elemento estruturador da cidade, o elevado
Costa e Silva, vulgo minhocão. Começando com um interessante apanhado de manchetes de jornal, a fim de
contextualizar o leitorsobre como estava não apenas a cidade onde esse elemento esta inserido, como
também o país como um todo.
Duas fontes são utilizadas a oficial e outra que a autora denomina oficiosa, que é feita a partir da
imprensa impressa por artigos e entrevistas, contrapondo as duas visões sobre a mesma intervenção urbana.
Ao inicio das obras já se vê a degradação da região, a expulsão de moradores ecomerciantes e sua
substituição por uma população de menor poder aquisitivo.
A degradação da região não é levada em conta pelo poder publico, uma vez que o centro já era uma
área em decadência. Aos moradores restou conviver com a poluição sonora, visual e do ar, que depois de
anos para muitos se tornou imperceptível. Com duas décadas de vida o minhocão já era uma via engarrafada
como qualquer outra,sua capacidade havia se esgotado e a opinião de arquitetos e urbanistas era unanime,
deveria ser derrubado.
Do ponto de vista do planejamento o elevado era a solução aos problemas de circulação que ainda
hoje, são extremamente graves. Não adotando-se uma medida de transporte coletivo preferiu-se manter o
ideário burguês com relação ao automóvel, espelhando nas nações desenvolvidas quanto aoplano e as
técnicas modernas mas abandonando os exemplos de elevados que eram demolidos na mesma época da
construção do minhocão.
Mas antes de tudo essa construção deve ser vista como uma manifestação ideológica, pois
demonstra ou ao menos tenta, uma modernização da capital do estado por meio de uma grande obra
publica de infraestrutura, pensada de acordo com um plano cuidadosamente elaborado,mesmo que não
fosse a melhor alternativa para a circulação uma vez que a população era muito mais dependente do
sistema de transporte publico que já chegava ao limite nessa época segundo o plano urbanístico básico de
1968.
As entrevistas com usuários e moradores demonstrou grande surpresa pois poucos sabiam da
historia do minhocão ou incomodavam-se com ele, a maioria dos moradores apenas viaas consequências do
elevado mas não o viam como causa, aliando o lixo, a poluição e os moradores de rua a outras causas como
as estações de metro.
A região configura-se como uma área residual, onde tanto o social quanto o projeto são
negligenciados.

Introdução
A autora justifica a escolha do objeto de estudo, e como pretende desenvolver o trabalho, por meio
de duas fontes a oficial eoutra que ela denomina oficiosa. Contrapondo essas duas visões pretende-se
elaborar o trabalho que contemple múltiplos pontos de vista sobre uma incisiva intervenção urbana.
Preâmbulo
Nesta parte do texto a autora trabalha essa fonte oficiosa, fazendo um apanhado de manchetes de
jornal a fim de contextualizar o leitor sobre o período histórico e cenário político onde o objeto de estudo foiconcebido, que variam de 1964 a 1971.
Iniciando pouco antes da tomada do poder pelo regime militar, explicitando a opinião do circular em
questão ao então presidente João Goulart, e as pressões sofridas até o golpe em abril de 1964.
Após isso, vemos a formação da ditadura que paulatinamente se coloca. Primeiro como um ato
democrático e de proteção ao “legalismo” e depois cassações ate o fechamentodo legislativo e a ditadura
propriamente dita com o AI 5, baixado por Costa e Silva em outubro de 1968 , colocando em recesso o
congresso nacional.
Em meio a inúmeras liberdades cerceadas pelo governo, surge uma primeira noticia em 18 de
setembro de 1969, “Pelo alto, do Centro às Perdizes... Maior via elevada da America Latina”. Esse projeto
fazia parte da postura desenvolvimentista do...
tracking img