Resenha do o vendedor de sonhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (667 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O autor Augusto Cury narra à história de um homem até então desconhecido, com aparência humilde - retratando a de um morador de rua - que tenta salvar um professor universitário bem sucedido, decometer suicídio.
O misterioso homem surge em meio à confusão, ignorando as pessoas, bombeiros, um renomado psiquiatra e até mesmo a polícia, que se reuniam em volta de um edifício, com a intenção deresgatar de um parapeito do vigésimo andar, o professor universitário Júlio César que pretendia acabar com a própria vida se jogando dali.
A naturalidade e as técnicas de negociação ousadas,utilizadas pelo homem mexiam com o psicológico e emocional do suicida, fazendo com que aos poucos ele ficasse sensibilizado e confuso em relação aos motivos pelos quais estava ali. As pessoas nãoentendiam quem era aquele ser que se propunha a subir naquele edifício e desafiar alguém que deveria ser confortado ao invés de confrontado. Um de seus atos intrigantes foi declamar um poema filosófico,enquanto o suicida ameaçava atirar-se:

Seja anulado no parêntese do tempo o dia em que
este homem nasceu!
Que na manhã desse dia seja dissipado o orvalho
que
Umedece a relva!
Que seja retida aclaridade da tarde que trouxe
júbilo
Aos caminhantes!
Que a noite em que este homem foi concebido seja
usurpada pela angústia!
Resgate-se dessa noite o brilho das estrelas que
pontilhavam océu!
Recolham-se da sua infância seus sorrisos e seus
medos!Anulem-se da sua meninice suas peripécias e suas
aventuras!
Risquem-se da sua maturidade seus sonhos e
pesadelos,
sua lucidez e suasloucuras!

Surpresos e sem entender o que se passava ali, todos pensavam ser ele mais um maluco. O suicida ficou indignado com a ousadia do homem que não lhe deu ouvido e continuou a provocá-lo,falando o que pensava a seu respeito, que ele era um homem orgulhoso, preso as suas emoções e alienado de sofrimentos maiores que os seus próprios. Mas que o respeitava, por não poder medir sua dor,...
tracking img