resenha do terceiro capitulo do livro pedagogia da autonomia de paulo freire

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1631 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

Livro: Pedagogia da Autonomia, Saberes Necessários à Prática Educativa
Autor: Paulo Freire
Editora: Paz e Terra, Coleção Leitura
Local de publicação: São Paulo
Ano de publicação: 1996
Número de páginas: 54
Resenha Crítica
Capitulo 3: Ensinar é uma especificidade humana
3.1: Ensinar exige segurança, competência profissional e generosidade:
O professor não pode possuir a autoridadearrogante, ele tem que conquistar a autoridade pelo nível de conhecimento e como ele constrói esse conhecimento com seu aluno, ele não pode se botar acima do estudante, ele tem que dar liberdade ao aluno para haver a construção do conhecimento. O educador deve exercer a “autoridade democrática” para que o indivíduo tome consciência da responsabilidade e da liberdade a passo a passo ir criando suaautonomia. Para exercer a autoridade democrática, o professor tem que ser qualificado, e muitas vezes o que acontece é que o professor não possui o conhecimento pedagógico suficiente para isso. “Há professores e professoras cientificamente preparados mas autoritários a toda prova. O que quero dizer é que a incompetência profissional desqualifica a autoridade do professor.” (pág. 36)
Assim oprofessor atua como mediador do conhecimento e mostra para o estudante que é possível atingir aquele nível, não exclui a
possibilidade do aluno pensar em um “futuro brilhante”. Já o professor que se mostra detentor do conhecimento se torna arrogante e acaba não criando vínculos com os alunos e sempre se coloca acima de todos, pois, possui o conhecimento. Como Freire déia claro, ninguém ensina nada aninguém se ensinam mutuamente, não podemos nos colocar acima do estudante.
3.2: Ensinar exige comprometimento:
Temos que levar em conta que ensinar é um ato político, pois, o educador que se declara neutro, esta sendo conivente com a ideologia dominante. Freire deixa claro quando expõe “Minha presença de professor, que não pode passar despercebida dos alunos na classe e na escola, é umapresença em si política. Enquanto presença não posso ser uma omissão, mas um sujeito de opções.” (pág. 38). Ele também diz que o professor precisa ser coerente no que diz e como age que é a práxis= teoria+ prática. O que tu falas tem que ser botado em pratica, a tua forma de agir tem que ser coerente com o teu discurso.

3.3: Ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção nomundo:
Como educador, temos que ter consciência que a educação é uma forma de intervir no mundo. Ou acontece a reprodução da ideologia dominante ou a intervenção.
“Neutra, “indiferente” a qualquer destas hipóteses, a da reprodução da ideologia dominante ou a de sua contestação, a educação jamais foi, é ou pode ser. Ë um erro decretá-la como tarefa apenas reprodutora da ideologia dominante comoerro tomá-la como força de desocultação da realidade, a atuar livremente, sem obstáculos e duras dificuldades. Erros que implicam diretamente visões defeituosas da História e da consciência.” (pág. 38). Também temos que ser coerentes no modo em que agimos e como falamos, a educação não é neutra diante do mundo, ela tem seu papel e não é apenas a qualificação da mão-de-obra.



3.4: Ensinarexige liberdade e autoridade:
No momento em que o professor da liberdade para seu aluno ele vai criando a autonomia, no momento em que o aluno tem liberdade dentro da sala de aula o professor consegue ter sua autoridade, pois o aluno não esta preso. “A liberdade amadurece no confronto com outras liberdades, na defesa de seus direitos em face da autoridade dos pais, do professor, do Estado.” (pág.41). Nós temos que exercer nossa liberdade, nossas tomadas de decisões para conseguir ter autonomia. Porém, o educador não pode deixar de ter autoridade dentro da sala de aula, dar condições suficientes para que o aluno tome suas decisões conscientemente e não deixar de ser o mediador do conhecimento, não perder sua identidade como professor.

3.5 Ensinar exige tomada consciente de decisões:...
tracking img