Resenha do tema morte e morrer

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1052 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DOM PEDRO II
BACHARELADO EM ENFERMAGEM
ANNA CAROLINE DE SOUZA














RESENHA PROCESSO MORTE- MORRER













Salvador 2011


ANNA CAROLINE DE SOUZA










RESENHA PROCESSO MORTE-MORRER





Resenha apresentada ao Curso de Bacharelado em Enfermagem da Faculdade Dom Pedro II, como requisito parcial para avaliação dadisciplina Concepções Teóricas do Cuidar.

Orientadora: Prof. (a): Ariane de Aguiar




Salvador 2011
BERNIERI, J.; HIRDES, A. O Preparo dos Acadêmicos de Enfermagem Brasileiros para vivenciarem o Processo Morte-Morrer. Rio Grande do Sul, 2006.
SUSAKI, TT.; SILVA, MJP.; POSSARI, JF. Identificação das fases do processo de morrer pelos profissionais de Enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem. SãoPaulo, 2006. v.19, n.2, p.144-9.
Nos séculos passados, era considerado como diagnóstico de morte a cessação da respiração e da função cardíaca. Na atualidade, o critério comumente utilizado é uma avaliação da função cerebral, pois com os avanços tecnológicos, se tornou possível manter as funções cardíacas e respiratórias através de aparelhos, como o respirador, enquanto nada pode ser feito paramanter as funções cerebrais responsivas.
A morte é o estágio final do crescimento humano, as reações e percepções que as pessoas têm diante da vida e da morte estão relacionadas com o tipo de educação que receberam as experiências que vivenciaram e o contexto sociocultural onde cresceram e se desenvolveram. Os sentimentos que a morte faz aflorar são tão intensos, que seu nome não deve nem serpronunciado. Por si só ela causa medo, fuga e espanto. “Dar suporte emocional para quem está necessitando, deixando de lado crenças religiosas e preconceitos sobre a morte e passar a ver o paciente terminal como pessoa e sujeito de sua própria vontade, com direito a uma morte digna é o que preconiza a assistência a ser prestada pela enfermagem humanizada”. (Pessini).
Morte é um assunto que não émuito falado, discutido, tanto na sociedade como na graduação. Esta realidade, ao ser percebida como algo misterioso, gerador de medo, angústia e ansiedade, nos passa a idéia de que a morte virou realmente um tabu.
O tempo em que vivemos é caracterizado por uma cultura que não problematiza a morte, atitude que faz com que tenhamos dificuldade em lidar com ela, tanto no que diz respeito aosprofissionais que trabalham ligados à morte, como também às pessoas em geral.
O paciente fora de possibilidades terapêuticas é rotulado como “terminal”. Isso traz a falsa idéia de que nada mais pode ser feito. Porém, o paciente em fase terminal está vivo e tem necessidades especiais que, se os profissionais de saúde estiverem dispostos a descobrir quais são, podem ser atendidas e proporcionarão confortodurante essa vivência.
Neste contexto, faz-se importante na inclusão e adoção dos denominados Cuidados Paliativos à prática assistencial às pessoas fora de possibilidades terapêuticas. O conceito que melhor explica este seguimento se dá pela Organização Mundial da Saúde que definiu os cuidados paliativos como: uma abordagem que aprimora a qualidade de vida, dos pacientes e familiares, queenfrentam problemas associados com doenças ameaçadoras de vida, através da preservação e alívio do sofrimento por meio da identificação precoce, avaliação correta e tratamento da dor e de outros problemas de ordem física, psicossocial e espiritual. A definição da OMS explicita também que os cuidados paliativos: afirmam a vida e encaram a morrer como um processo normal; não apressam a morte; procuramaliviar a dor e outros sintomas desconfortáveis; integram os aspectos psicossocial e espiritual nos cuidados do paciente; oferecem um sistema de apoio para ajudar a família a lidar durante a doença do paciente e no processo do luto.
A Enfermagem tem como estabelecer uma comunicação mais estreita a partir da relação do cuidado e, por conseqüência, conhecer melhor o paciente como pessoa, pois...
tracking img