Resenha do livro "o imperio do divino"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6199 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O IMPÉRIO DO DIVINO

Martha Abreu introduz o seu primeiro capitulo do livro “O Império do Divino” com uma citação; demonstrando que apesar das diversidades de classes e raças todos são um só corpo, o corpo de cristo. E era essa a visão que as festas passavam pra todos seus participantes, sejam eles negros ou brancos.
Há, sem dúvida diversidade de dons espirituais, mas o Espírito (santo) é omesmo. Diversidade de serviços, mas o Senhor é o mesmo. Diversidades de operações, mas é o mesmo Deus que opera em tudo e em todos. A manifestação do Espírito é dada a cada um para o bem de todos. De fato, do mesmo modo que o corpo é um só, se bem que tenha muitos membros, e todos os membros do corpo, não obstante, sejam muitos, constituem um só corpo, assim também Cristo. Na verdade nos todos, querjudeus, quer gentios, quer escravos, quer livres, fomos batizados em um só Espírito para constituímos um só corpo, e todos bebido de um só Espírito. Primeira Epistola de São Paulo aos Coríntios, (I Cor 12, 3b-7. 12-13) .
No século XIX, o Brasil recebeu de herança a chamada “religiosidade colonial” ou o “catolicismo barroco”. As práticascatólicas como os funerais, as procissões e as festas que reunião centenas de pessoas, no entanto o “clero secular” se limitava a celebrações em datas especificas (batismos, missas, comunhões, casamentos, e extrema-unções) devido aos limitados recursos que a coroa enviava, tornando as ordens religiosas dependentes dos leigos, a qual a autora afirma que se tornaram os maiores argentes do catolicismobarroco, repleto de sobrevivências pagas com seu politeísmo disfarçado, superstições e feitiços que atraiam muitos negros facilitando sua adesão e paralela transformação.
O catolicismo ortodoxo oficial era uma ordem religiosa mais preparada para disseminar as práticas católicas, mas não conseguiam atingir todos os fieis. Os leigos por sua vez atuaram muito mais nas práticas católicas atingindo nãosomente os fieis, mas uma grande diversidade de classes. Dentre as expressões do catolicismo destacam-se as confrarias organizadas pelos leigos e a irmandades e ordem de terceiras subordinadas a as ordens religiosas. Essas irmandades proporcionavam benefícios aos irmãos que se comprometiam com uma efetiva participação das atividades, funcionava com uma espécie de seguro, o irmão que contribuíatinha auxilio na doença, invalidez e morte; além de um seguro material era de grande importância as orações e a garantia de estar “salvo”.
As festas desagradavam muitas autoridades civis e religiosas devido à confusão das práticas sagradas com as profanas, causando o não cumprimento das normas litúrgicas e da ordem. João Reis fala de um intercambio de energia que trazia “uma segurança” parasociedade. Mary Del Priore via as festas como uma expressão teatral de uma organização colonial, para Mary esse catolicismo era uma interpretação estreita entre o estado e a igreja e as varias manifestações do povo. As vivencias religiosas colonial sempre foi marcada pelo encontro de múltiplas praticas religiosas (índios, negros) uma espécie de “hibridismo cultural” como define Ronaldo Vainfas, umareligiosidade múltipla, heterogênea e multiforme da “santidade”.
De acordo com Laura de melo e Souza a exteriorização da religiosidade na Europa se dissolveu sob ação de reformas (cristianismo); diferente do mundo ibérico que vivia impregnado sob influências africanas e populares. As manifestações e comemorações religiosas se confundiam com as celebrações dos negros, um exemplo disto era as coroaçõesdos reis do congo realizadas pela igreja Nossa Senhora do Rosário, alem das danças que se faziam para acompanhar funerais dos filhos dos reis africanos falecidos.
O período de organização das festas era o momento de cobrança das mensalidades atrasadas das irmandades, que ao logo do tempo iam se expandindo e aumentando as festas durante o ano. Mas em 1830 as procissões e festas foram diminuindo...
tracking img