Resenha do livro: o diabo e a terra de santa cruz capitulo 2: feitiçaria e religiosidade popular no brasil colonial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Na época do Brasil colonial, os portugueses estavam nas terras brasileiras para descobrir um novo mundo e também converter os índios, os africanos e osafro-descendentes ao cristianismo, pois tinham outro tipo de religião, praticavam cultos totalmente diferentes dos portugueses.
Os portugueses ficavam abismadospelas suas crenças, pois praticava um tipo de simpatia para curar feridas, dores e até mesmo simpatias para trazer o amor de volta. Com essas praticas,tiravam a seguinte conclusão, que eles serão filhos do demônio praticando estes atos que o cristianismo não aceitava.
Como na tal época, o continente brasileiroera conhecido como purgatório, muitos portugueses foram mandados pra lá, para se converter de seus pecados e com isso, os portugueses limpavam estes quemanchavam o cristianismo. Achando que vindo para o Brasil, os pecados seriam convertidos no perdão, e sabendo que habitavam muitos índios e afro-descendentes,mandaram de Portugal um padre, para purificar e falar sobre a palavra de Deus, aos descrentes e os que não conheciam.
Dessa forma aqueles que não eramcristianizados, o padre iria pregar a palavra de Deus e catequizar os índios. E sabendo da tal pratica de simpatias, pregar a eles que aquilo seria coisa dodemônio e para o cristianismo, isso era um pecado mortal.
Com o passar do tempo muitos aceitaram e se habituaram com a nova religião, mas mesmo aceitando a tal,não pararam de praticar as suas simpatias e seus cultos. E com isso o Brasil, o Brasil foi crescendo com essa religião do cristianismo e com outras religiões.
tracking img