Resenha do livro sobrados e mucambos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1415 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda constroem uma visão crítica da sociedade brasileira contribuindo para a formação da identidade nacional, ao escreverem "Sobrados e Mucambos" e "Raízes do Brasil" respectivamente, ao longo da década de 30. Sérgio Buarque criticava a adoção de uma única perspectiva, que tinha raízes no positivismo. Já Freyre analisa a ambigüidade cultural brasileira apartir do embate entre a tradição patriarcal.Ambos os autores queriam conhecer as peculiaridades de nossa sociedade.
A partir de Freyre, o particular passou a ser levado em consideração na construção da história. Assim, documentos como diários de viagem e aspectos como religiosidade e sexualidade, se tornaram pela primeira vez fontes de estudos e análises e usados na reconstrução da história.Holanda enfatizava o provisório, a diversidade, a fim de documentar novos sujeitos eventualmente participantes da história e defendia a inclusão de negros, índios, mulheres, pobres de todo tipo, enfim, de todos os marginalizados da sociedade oligárquica, do passado, os quais deverão ser integrados à sociedade brasileira no futuro.
Tanto Freyre quanto Buarque de Holanda rompem com a idéia de que amiscigenação teria sido prejudicial à formação da raça brasileira, mas divergem em alguns pontos com relação a essa influencia da "herança portuguesa". Enquanto Sérgio Buarque rompe também com o enfoque das raças, concentrando-se mais em aspectos culturais do povo brasileiro. Freyre utiliza-se do conceito sem, no entanto, incorrer em determinismos raciais já superados na época, não analisando a raçapela raça, mas a raça a partir da cultura. Um exemplo disso é a maneira como explica o sucesso da colonização portuguesa no Brasil, em que ressalta a “bicontinentalidade” dos portugueses, tanto cultural quanto étnica; o fato de já terem experiência na colonização de territórios tropicais; a sua mobilidade; a sua miscibilidade, resultante da sua falta de orgulho de raça, por sua vez conseqüênciado fato de já serem um “povo-mistura” de Europa e África; a sua aclimatabilidade, resultante do fato de as condições físicas de solo e de temperatura de Portugal serem mais parecidas com as da África do que com as da Europa.Os portugueses seriam, portanto, o povo mais adequado para a colonização dos trópicos, e Sérgio Buarque já é contrario a essa tese.
Para Gilberto Freyre, a colonização doBrasil não poderia ter sido efetivada sem a contribuição do braço trabalhador do negro, isto é, sem a instituição da escravidão. A presença do negro não comprometeu em nada a criação portuguesa, pelo contrário, foi trabalho indispensável. Eles deram uma contribuição excepcional à colonização portuguesa e foram também civilizadores do Brasil.
Freyre tambem analisa a relação do encontro de raças noBrasil. Fazendo a distinção entre raça e cultura, dafendendo a tese de que se problemas sociais existem a causa não seria a mestiçagem dos brasileiros, mas sim o sistema economico que seria o responsavel pelas doenças, a amaoralidade, a apatia, a aversão ao trabalho. E o encontro entre raças foi fraterno, democrático, o qual possibilitou a miscigenação.Assim, um clima de confraternização“sexual e social” reinava sobre o engenho. O branco, embora militarmente vencedor, teria tratado o escravo com condescendência.Portanto para Freyre o encontro das diferentes classes no Brasil foi positiva, e só se deu graças a plasticidade do portugues, contrpondo as ambiguidades das classes americanas em que não conseguiram realizar esse encontro.
Sérgio Buarque de Holanda constrói uma analise doBrasil através do confronto entre opostos, onde ao mesmo tempo em que ele trabalha com a economia, e tambem trabalhava as atitudes do povo brasileiro. Chegando a uma visão “média” do aspecto abordado; entendendo que uma nação só pode ser compreendida ao se ter visões do cotidiano e de sua mentalidade, e de que forma estas se relacionam. É o que acontece quando ele opõe: o ladrilhador e o...
tracking img