Resenha do livro como liderar pessoas difíceis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Almeida, João Carlos, Como liderar pessoas difíceis: a arte de administrar conflitos. 4ª edição, São Paulo: Editora Canção Nova, 2011.
Trata-se de uma análise sobre os diversos tipos de personalidades existentes nos grupos presentes nas organizações tendo como referencial o grupo de discípulos formado por Jesus Cristo quando em missão na Terra.
A obra inicia-se pela análise da administração deconflitos tendo por base a “A arte da guerra”, aclamada obra do general chinês Sun Tzu. Segundo Tzu, alguns requisitos são de extrema importância para o exercício da arte da guerra dentre eles a observação, ponderação, flexibilidade, compaixão e senso de previsão.
O livro traz para o meio corporativo as táticas empregadas pelo general Sun Tzu nos campos de batalha. Faz-se notória a necessidade dese perceber quão parecidas são as dificuldades enfrentadas em ambas as ‘trincheiras’ e a importância dos líderes desenvolverem a paciência como base onde se fundamentarão suas decisões estratégicas.
Habilidades como a observação são essenciais para que o líder conheça seu campo de atuação e aqueles que compõem seu grupo dada a complexidade do fator humano na composição das equipes. Para tantose faz também necessária a habilidade de comunicação que está elencada como uma característica dos líderes amorosos.
Tem-se ainda como fundamentos de Tzu aplicáveis ao mundo corporativo a ponderação, também convenientemente nomeada imparcialidade, que é a chave para a solução eficaz dos conflitos. A flexibilidade caracteriza-se pela capacidade do líder se adaptar as mais diversas situações semcausar prejuízos ao grupo. O exercício da compaixão também se faz necessário uma vez que é vital ao líder a capacidade de empatia diante de seus liderados. Por fim tem-se o senso de previsão como ‘arma’ a ser utilizada de modo que os conflitos possam ser combatidos em sua gênese.
Segundo Almeida, os relacionamentos possuem uma maneira correta de serem administrados e é necessário utilizar a técnicacorreta para atrair os participantes à coesão do grupo. Para tanto é de extrema importância passar a visão do empreendimento aos colaboradores.
Tem-se que a homogeneidade do grupo constitui-se na chave para o fracasso, portanto mesmo os tipos considerados mais difíceis são fundamentais para a composição da equipe e para liderar estes tais é necessário que o líder se torne impermeável tal e qualo pato, ás suas atitudes por vezes nocivas ao grupo. Tal impermeabilidade é adquirida através de quatro ações estratégicas, a saber: a identificação do tipo difícil no grupo, a compreensão do motivo que o leva a agir de tal maneira, a influência sobre o difícil e por fim a conversão deste que se dá com a modificação do comportamento.
Analisando-se a obra “A última ceia”, famosa pintura deLeonardo da Vinci realizada na igreja Santa Maria delle Grazie em Milão na Itália, tem-se um retrato psicológico de cada um dos componentes da equipe formada por Jesus e por este prisma “Como liderar pessoas difíceis” debruça-se sobre a análise dos doze tipos difíceis da equipe messiânica e as suas similaridades com os tipos encontrados nas organizações contemporâneas.
Toma-se o apóstolo Pedro como otipo impulsivo presente nos grupos, ou seja, aquele mais dado à ação que a reflexão. Como traço geral do tipo observa-se a sinceridade tida como característica fundamental para o exercício da liderança.
André é listado como o relações-públicas do grupo. Tinha a iniciativa como virtude, porém o ponto fraco era superficialidade nos relacionamentos.
A ambição é o tipo que caracteriza Tiago Maior.Esta característica trabalhada de forma correta tende a produzir fidelidade e perseverança no indivíduo.
Tiago Menor é o parente do dono da empresa, figura muito comum em empresas familiares e por vezes elemento desagregador da equipe uma vez que confunde os limites existentes entre relação familiar e profissional.
João é o amigo do chefe. Este tipo por vezes é responsável por transferir as...
tracking img