Resenha do filme o curandeiro da selva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA DO FILME O CURANDEIRO DA SELVA (MEDICINE MAN)

Gênero: Drama, Ano:1992,Duração:106 minutos, Origem: EUA, Distribuidora: Buena Vista Pictures, Direção: John McTiernan, Roteiro: Tom Schulmane Sally Robinson, Elenco: Sean Connery (Dr. Robert Campbell), Lorraine Bracco (Dra. Rae Crane), José Wilker (Dr. Miguel Ornega), Rodolfo de Alexandre (Tanaki), Francisco Tsiren Tsere Rereme (Jahausa),Elias Monteiro da Silva (Palala), Edinei Maria Serrio dos Santos (Kalana), Bec-Kana-Re dos Santos (Imana), Angelo Barra Moreira (Médico), José Lavat (Governador).
O diretor, produtor eroteirista John McTiernan se formou pela “State University” de Nova York e estudou na Julliard School. Fez mestrado em Belas Artes na AFI, em Los Angeles. É um dos maiores diretores e produtores defilmes de ação que existem em Hollywood. O "Curandeiro da Selva” é mais um de seus filmes que relata sobre um doutor que busca a cura para o câncer na floresta tropical brasileira, no qual as gravaçõesforam numa floresta artificial construída no México.
O filme começa com Robert Campbell (Sean Connery),tendo seu laboratório transferido para a floresta amazônica após ter se separado desua esposa e companheira de pesquisa com o intuito de promover pesquisas na região, após total silencio por três anos a sua patrocinadora de pesquisa,ele então solicita uma assistente e umcromatógrafo a gás. A Doutora Rae Crane (Lorraine Bracco) chega para ajuda-lo em seu trabalho.Quando Robert Campbell conta a Rae Crane que encontrou a cura para o câncer ela não acredita, visto que poderia sera descoberta do século, mesmo assim resolve ajuda-lo.. Após mais uma analise sem sucesso a Doutora Rae Crane resolve utilizar toda a glicose existente e passa a usar o açúcar onde havia formigas quetambém habitam as bromélias,surgindo um novo soro para a cura do câncer.
As nossas florestas têm muito a nos oferecer, os índios são quem sabem melhor aproveitar a imensidão dessas...
tracking img