Resenha do filme matrix

Matrix é um filme de ficção científica que tem como uma de suas características principais uma infindável seqüência de citações a outras obras. Referências literárias, cinematográficas ou religiosasaparecem em quase todos os momentos tanto no seu roteiro como na direção e fotografia.
Em alguns momentos, elas são bastante explícitas, enquanto em outros são quase imperceptíveis.

Atrama do filme é muitas vezes confusa e carregada de inverossimilhança, como são também todos os grandes filmes de ficção científica. O clima é de modernidade, expressa pela onipresença da tecnologiae informática na história.

No começo, acompanhamos Neo, durante o dia um funcionário de uma empresa de programas para computador e à noite um hacker, aqueles que adoram fuçar, invadir e sabotaros sistemas alheios. Em determinado momento, ele é abordado por Trinity, uma estranha que o leva ao encontro um homem misterioso, Morpheus, que o procurava há algum tempo. Até esse momento só aumentouainda mais a dúvida que é explorada pela campanha publicitária do filme: afinal de contas, o que é Matrix? Morpheus então dá a Neo (e a nós) as explicações. É revelado que não se está no fim do séculoXX, e sim duzentos anos à frente.

Entre 1999 e o começo do século seguinte, a humanidade conseguiu finalmente criar máquinas dotadas de inteligência artificial. Inicialmente elas foram usadaspara nos auxiliar em atividades perigosas ou desagradáveis. As chamadas AIs, (Inteligências Artificiais), foram então se aperfeiçoando e ficando cada vez mais parecidas com os seres humanos. Em algummomento do século XXI elas tornaram-se mais poderosas do que os homens e não aceitavam mais serem submissas.

Uma guerra entre máquinas e humanos foi deflagrada. O único ponto fraco do inimigo é que,da mesma maneira que as máquinas atuais, as AIs também precisavam de energia. No caso, solar. Em uma tentativa desesperada, a humanidade detonou seu arsenal de bombas atômicas para que o Sol fosse...