Resenha do filme colegas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (617 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A forma como o filme Colegas nos é apresentado surpreende, os três protagonistas com síndrome de down não procuram em momento algum levantar nenhuma bandeira já desgastada de uma politicamentecorreta inclusão, são desenvolvidas as personagens como jovens com sonhos como qualquer outro jovem. A trama começa quando um deles resolve roubar o carro do jardineiro do instituto onde moram para correrpelo país numa busca incessante de seus sonhos que não poderiam ser realizados no lugar onde estavam, a sinceridade de cada personagem é espontânea e as cenas de humor se apresentam leves comcaricaturas minimalistas e muito bem exploradas de cada personagem.

Eles assaltam lojas de beira de estrada e pequenos estabelecimentos para poder dar liga a empreitada a ser realizada, gostei do figurinode cada personagem, logo após pararem em um circo trocam de roupa, uma princesa, um gênio e um homem bala nos mostram todo o jogo conceitual que hora nos põe frente à realidade da aventura e outroranos coloca fantasiando junto com os jovens.

Clichês cinematográficos são lançados a toda hora no filme, o próprio nome de uma personagem: Stallone é o exemplo que o jogo de puxar cenas de outrosfilmes consagrados faz parte da técnica do diretor para nos prender a atenção e rir junto de cenas remodelas dos clássicos do cinema.

As dificuldades dos jovens não são em nenhum momento relacionadasas suas deficiências, em uma cena que particularmente gostei. Márcio demonstra interesse em uma moça que está sentada em uma mesa numa festa, a moça diz que eles são diferentes e logo a personagemsolta uma célebre frase: “Eu sei, não ligo que você é gorda”, a diferença está posta de uma outra forma, está colocada na ótica da personagem que deveria ser taxado como diferente (Márcio).

A mídiarepresentada no filme é também outra coisa interessante a ser citada, é esdruxula, feita de um jornalismo realmente sensacionalista, não busca os fatos como eles são realmente apresentados, no filme...