Resenha do filme clube da luta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Clube da Luta é um filme norte-americano de 1999, do gênero drama, dirigido por David Fincher. O filme é baseado em romance homônimo de Chuck Palahniuk, publicado em 1996. O filme é protagonizado por Edward Norton, Brad Pitt e Helena Bonham Carter. Norton representa o protagonista anónimo, um "homem comum" que está descontente com o seu trabalho de classe média na sociedade americana. Ele formaum "clube de combate" com o vendedor de sabonetes Tyler Durden, representado por Brad Pitt, e se envolve com uma mulher dissoluta, Marla Singer, representada por Helena Bonham Carter. (Wikipédia)

Logo no inicio do filme o personagem de Edward Norton passa a sofrer com a insônia ao procurar tratamento, o medico diz que ele deveria ir conhecer um grupo de auto ajuda para pessoas com câncer,depois de frequentar sua primeira reunião ele finalmente consegue dormir um noite tranquilo e isso faz com que ele vire uma viciado nesses tipo de reuniões feitas muitas vezes para quem estava na beira da morte. Tudo ia muito bem até Marla (Helena Bonham Carter) aparece em uma dessas reuniões mais especificamente de câncer na próstata fazendo com que ele se sintise incomodado pois havia outro“impostor” nos grupos assim ele volta a não conseguir dormir novamente.

Durante uma das viagens de trabalho ele acaba conhecendo Tyler Durden (Brad Pitt) um vendedor de sabão exatamente “diferente” ao voltar de sua viagem ele se de para com sua casa toda destruída por um incêndio e assim sem ter para quem ligar e pedir ajuda ele liga para seu mais novo amigo descartável, assim ele começa a morar com Tyler eassim se tornando amigos, uma das cenas mais importantes dos filmes ao saírem de um bar Tyler pede ao personagem de Edward para que te batesse o mais forte que pudesse pois para ele isso o relaxava depois da primeira ‘briga” a coisa foi começando a crescer e assim todas as noite ele brigavam e cada dia mais chegavam homens interessados em lutar quando a coisa tomou uma proporão tão grande queTyler criou as regras:
“1- você não fala sobre Clube da Luta; 2- você não fala sobre Clube da Luta; 3- quando alguém disser "pare" ou perder os sentidos a luta acaba; 4- só dois caras em cada luta; 5- uma luta de cada vez; 6- sem camisa, sem sapatos; 7- as lutas duram o tempo, que for necessário; 8- se essa é a sua primeira noite no Clube da Luta, você tem que lutar”. (Wikipédia)

Só que os"vale-tudo" do Clube começam a não ser suficientes, e eles então ampliam seus horizontes. Inicia-se desse modo a formação de uma milícia terrorista, composta para destruir símbolos de consumo e anarquizar com o status quo: disparar alarmes de carros, dar laxante para que os pombos sujem os carros, explodir cafés e monumentos modernistas, enfim, declarar guerra a todos os símbolos do american way oflife dos anos 90. "Não temos a grande guerra, nem uma grande depressão". Estavam, então, em meio a uma "guerra espiritual" onde eles eram os "filhos do meio".
Porém, com a radicalização deste processo, a competição entre Norton-Tyler começa a se acirrar, não só pelo comando do Clube, mas também por Marla.
Tyler, finalmente, programa o golpe final contra o sistema: destruir a sede de todos oscartões de crédito, zerando todas as dívidas, e gerando o caos no sistema financeiro americano. Norton tenta desbaratar o plano, buscando encontrar Tyler em todos os cantos do país onde já havia organização do Clube. Mas Tyler sempre parecia estar "um passo à frente". (www.scielo.br)
Toda essa revolta do Tyler contra o sistema o capitalismo na verdade é uma “revolta interna” do narrador (Edward Norton)logo nas primeira cenas do filme quando ele está no trabalho e fala sobre o mundo das marcas e que possivelmente daqui a alguns anos elas dariam nomes a galáxias ai podemos ver uma certa ironia dele sendo contrastada pelo fala dele comprar todos os moveis possíveis de um catalogo seguindo um padro consumista totalmente adverso de Tyler que sita a seguinte frase "Você não é seu emprego. Nem...
tracking img