Resenha do filme "carandiru"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (488 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Esta foi a minha leitura de Julho do Desafio Literário 2012, cujo tema proposto era ler um livro vencedor ou indicado do Prêmio Jabuti nas categorias Livro do Ano ou Romance. Estação Carandiru, doDr. Drauzio Varella, foi lançado em 1999 e ganhou o Jabuti de Livro do Ano de Não-Ficção.

Minha escolha para este mês foi muito difícil porque, falando bem francamente, quase nenhum dos livros dalista de disponíveis me chamou a atenção e não seriam obras que eu leria naturalmente. Porém, o objetivo do Desafio, para mim, é justamente este, se propor a ler coisas que você não leria em situaçõesnormais e sair um pouco da “zona de conforto” conhecendo novas obras e autores. No fim das contas, acabei me decidindo por Estação Carandiru por ser um dos que tinha proposta mais interessante (semprefui curiosa a cerca deste tipo de tema) e por estar disponível na Biblioteca da Unisinos, já que não mantenho firme minha palavra de não comprar NENHUM LIVRO!

Drauzio Varella nos conta a trajetóriade seu trabalho na Casa de Detenção de São Paulo, iniciada em 1989 como um projeto da Unisp para combate e prevenção ao HIV no presídio. Naquela época, havia uma forte epidemia de AIDS, principalmenteentre os travestis do lugar.

Com uma narrativa por vezes extremamente descritiva, descobrimos o funcionamento da cadeia, seus pormenores e a forma encontrada pelas autoridades para que aquelabomba não explodisse. No final, todos sabem que não deu muito certo.

A primeira metade do livro descreve os pavilhões, a rotina social e econômica da cadeia e o esquema político montado pelos presos.Já na segunda parte, conhecemos as histórias de alguns presos que marcaram o autor de alguma forma. Confesso que, contra o que eu imaginava desde o princípio, acabei gostando mais da primeira parte. Foium olhar bastante interessante que Drauzio, mostrou sobre o sistema. Em um país onde o lema a ser celebrado por “heróis” como Capitão Nascimento é “bandido bom é bandido morto” foi esclarecedor...
tracking img