Resenha do artigo “ trailer: cinema e publicidade em um só produto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (890 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
INSTITUTO DE LINGUAGEM
DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
HABILITAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA

Resenha do artigo “ Trailer: Cinema e Publicidade em um sóproduto”



Cuiabá
2011

Em seu artigo sobre o trailer e a sua importância para a publicidade, a autora começa fazendo uma reflexão a respeito da indústria cultural, a qual se utiliza de bensculturais com a finalidade comercial e econômica, para o consumo do público.
Após essa introdução reflexiva, ela começa a falar a respeito do cinema brasileiro que, no seu início, era marcada pelapornochanchada , que entrou em decadência a partir dos anos 80 e deu lugar ao Cinema Novo. Apesar disso, o cinema brasileiro ficou marcado pelos palavrões e cenas de sexo explícito.
Devido aconsolidação da TV e o surgimento do vídeo cassete, o cinema brasileiro entrou em uma forte decadência nos 80. E foi a partir da década de 90 que houve um ressurgimento no quadro cinematográfico nacional,devido aos recursos liberados para a produção de filmes no governo Itamar Franco.
Dentre os filmes feitos, o filme de Fernando Meirelles “Cidade de Deus”, objeto de estudo da autora, ganhou destaquemundial pelo jeito inovador de associar a qualidade técnica de roteiro e estratégias de marketing, consolidando o resgate do cinema brasileiro no quadro mundial. Porém, a precariedade das divulgações edistribuições eram, ainda, um entrave no cinema nacional.
A experiência de Meirelles na área publicitária foi fundamental no processo de produção do filme. O mais interessante, das estratégias demarketing de Meirelles, foi o fato de que ele fez com que o filme fosse adaptado para culturas estrangeiras. Apesar do retrato realista em que se passa o filme, com a linguagem local, o filme foi feitode um modo atraente para o olhar estrangeiro. A partir dessas reflexões, considero que a atitude de Fernando foi um marco histórico para o cinema brasileiro ser visto de um modo mais respeitoso...
tracking img