Resenha do artigo da sonia albano de lima

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (423 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A ETERNA QUEDA-DE-BRAÇO. HUMANAS VERSUS EXATAS, UMA RESENHA DO ARTIGO DE SÔNIA ALBANO DE LIMA: PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO NA PESQUISA EM ARTES.


Pedro de Mariz Saucedo1



LIMA,Sônia A. Produção de conhecimento científico na pesquisa em artes. Em pauta, v.12, n. 18/19, p. 49-64, abril/novembro 2001.


Sonia Albano de Lima é Doutora em Comunicação e Semiótica, área de Artes -PUC-SP. Bacharel em Direito (USP). Autora de artigos científicos em revistas, mídia e anais nacionais e internacionais e de livros na área de métodos de pesquisa em música e artes.

O artigo tratado aspecto da pesquisa em artes, dos procedimentos metodologicos utilizados diferenciados da pesquisa em ciência e que não por isso deixam de ser produção de conhecimento. Traz o caráter peculiarindividual do objeto de pesquisa o que acarreta a uma visão sistêmica e histórica do fenômeno analisado. Afirma que por se tratar de uma linguagem através de icones, a interpretação da arte é de umaspecto analógico, dificultando a interpretação objetiva indiferenciada de sua produção, dado que uma obra possui plurisignificação. Por todas essas razões, justifica seu artigo dizendo que a interpretaçãoem arte extrapola a esfera metodológica, adotada há tempos como modelo de produção científica.

O texto de Sônia Lima pode ser visto como um manifesto das ciências não-exatas contra o modelovigente de ciência, ou de pesquisa ciêntífica.

Se observarmos com atenção o modo de pensar matemático, podemos dizer que desde o começo está interessado em uma descrição geral, abrangente, genérica ealgébrica da realidade material. O que é cabivel e aceitável desde que a realidade analisada corresponda a tais padronizações.
Do outro lado da corrente de pensamento estão as ciências humanas e asartes, onde o padronizar e generalizar está fora de questão. Funciona ao contrario, é o individualizar, o subjetivizar, o multisignificar.

A autora foi muito feliz em tocar neste assunto, já...
tracking img