Resenha de o peru de natal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1200 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha de O peru de Natal

Mario de Andrade (1893-1945) é um dos mais importantes escritores do período Modernista. A obra Contos Novos, publicada postumamente em 1947, reúne vários contos, sendo os mais conhecidos: “Vestida de preto”, “Primeiro de maio”, “O ladrão”, “O poço”, “Tempo da camisolinha” e “O peru de Natal”. Este último segue a temática memorialista, de evocação da infância e dajuventude, assim como “Vestida de preto” e “Tempo da camisolinha”. Trata-se de um conto que se utiliza de pinceladas de humor para apresentar um momento de felicidade familiar, narrado pelo personagem Juca, que aparece em outros contos. A obra de Mário de Andrade destaca-se também pela linguagem, fato já comprovado pelo romance Macunaíma. Poeta, romancista, crítico de arte, Mário de Andrade foi umdos mentores da Semana de Arte Moderna, evento ocorrido em São Paulo em fevereiro de 1922. O IEB – Instituto de Estudos Brasileiros da USP adquiriu em 1968 todo o acervo do escritor, um total de 17. 624 volumes que está disponível para pesquisa acadêmica. A obra de Mário de Andrade figura como uma das mais importantes no campo da crítica literária brasileira.
No conto “O peru de Natal” novamenteaparece o personagem Juca, espécie de alter-ego do autor, presente em outros contos de mesma temática autobiográfica. Juca, então com dezenove anos, narra os acontecimentos acerca de uma especial ceia de Natal, ocorrida meses depois da morte do pai. O narrador explica, no início do conto, que sempre fora interpretado como uma espécie de “ovelha negra da família” e suas atitudes inesperadas sãofamosas.
Assim ocorre quando Juca anuncia que naquele ano deseja que na ceia de Natal tenha o famoso peru, prato de festa servido em ocasiões muito especiais, e que raramente aparecia à mesa por causa da sovinice do pai. Fica claro, desde o início do conto, como o narrador ressente-se em relação ao pai, culpado, segundo ele, pela família nunca ter experimentado uma alegria conjunta, como férias ou acompra de um refrigerador novo, por exemplo. Tal atitude do pai deixou marcas, pois a família carrega o costume de interpretar qualquer gasto a mais como uma extravagância.
Outra reação de Juca em relação aos costumes familiares era a de que qualquer reunião em família obrigava os mesmos a convidarem toda a parentada e isso, causava o exaustivo trabalho da mãe, da tia e da irmã de Juca. Alémdisso, elas pouco aproveitavam de tais comemorações: “Do peru, só no enterro, no dia seguinte, é que mamãe com titia inda provavam um naco de perna, vago, escuro, perdido no arroz alvo.”(p. 72) A narrativa se estabelece nessa tentativa de Juca em modificar os modos da família, já que o pai não está mais presente, e fazer com que a mãe aproveite com prazer o momento de união familiar, inclusive tendo oprazer de fartar-se com a ceia que ela mesma preparara.
Compra-se o peru e prepara-se a ceia. Sem a presença dos parentes, somente o núcleo familiar se reúne: Juca, seus irmãos, a tia, a mãe. Numa outra cena inusitada, Juca prepara um prato com exagero, com pedaços generosos de peru, para servir à mãe que não percebera a manobra. A mãe, ao receber o prato, chora. Chora a tia, a irmã e o próprionarrador se segura na emoção tentando disfarçar: “Diabo de família besta que via peru e chorava!” (p.74) Dá-se um momento de grande comoção familiar narrada com bom humor.
Mais adiante, Juca se depara com o momento crítico da ceia: a figura do pai é lembrada com grande emoção e ele teme que a reunião que julgava ter um fim positivo, sofra ameaças perante a lembrança do pai. Metaforicamente, oautor cria uma luta entre o “fantasma do pai” e o “peru”. Percebe que perderá se elogiar somente o peru. Finge tristeza e toma o partido do pai, com intenção clara de vencê-lo: “— É mesmo... Mas papai, que queria tanto bem a gente, que morreu de tanto trabalhar pra nós, papai lá no céu há de estar contente...”(p.74) A estratégia surte resultado. Todos, calmos, começam a falar da figura do pai sem...
tracking img